A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/08/2014 09:17

Enersul alerta que 110 mil famílias podem perder desconto na conta

Alan Diógenes
Gracinda disse que sem o desconto ficará difícil de manter as despesas. (Foto: Marcelo Victor)Gracinda disse que sem o desconto ficará difícil de manter as despesas. (Foto: Marcelo Victor)

Sem terem feito o recadastramento no programa do Governo Federal Tarifa Social, que oferece um desconto no valor da energia elétrica, 110 mil famílias podem perder o benefício se não renovarem a inscrição até outubro deste ano. A Enersul e o Concen/MS (Conselho de Usuários de Energia de Mato Grosso do Sul) se reuniram na semana passada para estudar uma forma de alertar os beneficiários sobre o risco de perder o prazo.

De acordo com a assessoria de comunicação da Enersul, atualmente 140 mil usuários estão inscritos no programa. O Tarifa Social foi criado há três anos para atender as famílias de baixa renda que participam do programa Bolsa Família. Para alertar as pessoas sobre o recadastramento, a concessionária vai emitir comunicados nos boletos de conta de luz.

Segundo a representante do Concen, Maria Rita Barcelos Giraldelli, 30 mil famílias já atualizaram o cadastro. Mas, a maior parte dos inscritos - 110 mil consumidores - ainda não fez o recadastramento e permanece irregular dentro do programa. A preocupação dos dois órgãos é que essas famílias percam o prazo para o recadastramento.

“Será um grande prejuízo social, principalmente para aquelas famílias de baixa renda que poderão inclusive atrasar as contas de luz, em função da baixa renda e desemprego que tem aumentado todo mês em Mato Grosso do Sul. Assim vão aumentar os casos de gambiarras e os chamados gatos, que são ligações clandestinas que colocam em risco o usuário”, explicou.

A dona de casa Terezinha Ferreira de Souza, 62 anos, conta que durante os três do benefício ela teve uma grande redução na conta de energia, e que sem o desconto ficaria difícil de se manter com os filhos. “Desde quando comecei a ter o desconto consigo comprar mais coisas aqui para casa. Hoje eu vou ao supermercado e volto com o carrinho cheio. Antes não sobrava nada do meu dinheiro”, comentou.

A agente de saúde Gracinda Conceição Muniz Faria, 52, disse que não sabia que deveria fazer o recadastramento no programa. Para ela, que já acha alto o valor da conta de luz, ficará difícil manter as despesas em dia, se perder o desconto. “Mesmo com a redução eu pago caro pela conta, se deus me livre eu perder, as coisas irão começar a dificultar”, salientou.

Rosileine de Almeida, 41, afirmou que a própria Enersul a procurou para oferecer o desconto do programa Tarifa Social, por que a casa que ela tinha comprado, no Jardim Noroeste, estava com uma ligação de energia irregular. “Quando eu mudei para essa casa, a energia estava com gato. Aí depois que eu paguei as contas de luz que estavam atrasadas, a Enersul me ofereceu o desconto, e eu aceitei”, mencionou.

Questionada se tinha conhecimento da necessidade de fazer o recadastramento no programa, Rosileine falou que não sabia do fato. Ela acredita que a Enersul deveria avisar por telefone ou mesmo ir até a casa dos usuários para levar a informação. “Avisando apenas pela conta de luz não vai adiantar e muita gente vai perder o desconto. Eles deveriam vir na casa da gente para avisar”, finalizou.

As famílias podem fazer o recadastramento no programa por meio da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) e da Setas (Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social). Desta forma os assistentes sociais repassam as informações para a Enersul, que faz o desconto na tarifa de energia elétrica.

Recebendo o benefício há três anos, Terezinha falou que com o desconto sobra dinheiro para comprar alimentos. (Foto: Marcelo Victor)Recebendo o benefício há três anos, Terezinha falou que com o desconto sobra dinheiro para comprar alimentos. (Foto: Marcelo Victor)
Dos 140 mil usuários, 110 pode perder o benefício se não se recadastrarem. (Foto: Marcelo Victor)Dos 140 mil usuários, 110 pode perder o benefício se não se recadastrarem. (Foto: Marcelo Victor)
Cerca de 80 mil usuários podem ser excluídos do programa Tarifa Social
Cerca de 80 mil usuários de energia do programa federal Tarifa Social, cadastrados em Mato Grosso do Sul, poderão ser excluídos, caso não renovem a i...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions