A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

19/07/2012 16:53

Ex-PM militar terá que pagar R$ 100 mil de indenização por assassinato

Nadyenka Castro

O pagamento por danos morais será feito aos filhos menores de idade da vítima do crime, ocorrido em 2001

Ex policial militar, o pedreiro Geraldo Francisco dos Santos Filho terá que pagar R$ 100 mil de indenização aos filhos de um homem que matou em 2001, em Campo Grande. A determinação é do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

De acordo com informações do processo, o crime aconteceu em 2001, em um bar. O réu era policial à época, não estava fardado e nem utilizava arma de fogo da corporação.

Segundo informações do filho à Justiça, o pai teria comentado com um amigo que não gostava de policiais e por isso foi morto.

Os dois filhos menores da vítima, representados pela mãe, ingressaram com ação de reparação de danos materiais e morais contra o policial militar e contra o Estado. Eles pediram mais de R$ 380 mil por danos materiais e de R$ 500 mil por danos morais.

O réu foi condenado ao pagamento de pensão alimentícia no valor de um salário mínimo para cada filho menor sob pena de multa diária de R$ 1 mil, até que eles completem 18 anos.

A família recorreu ao TJ da sentença e conseguiu R$ 100 mil por danos morais – R$ 50 mil para cada filho. O relator do recurso, Luiz Tadeu Barbosa Silva, esclareceu que determinou este valor levando em consideração a péssima situação econômico-financeira do réu, que foi expulso da corporação em 2007.

Quanto aos danos materiais, o relator manteve o pagamento da pensão alimentícia mensal, só que reduziu para meio salário minino para cada filho, com multa no valor de R$ 100 por dia de descumprimento da obrigação.

Ao recurso do réu, foi dado parcial provimento, diminuindo a pensão alimentícia para meio salário mínimo para cada autor e a multa para o valor de R$ 100 por dia de descumprimento da obrigação. G.F.S.F. foi desligado do quadro da Polícia Militar em 2007 e, de acordo com os autos, atualmente sobrevive fazendo “bicos” de pedreiro.



Sou Policial Militar, concordo plenamente com a justiça, penso que todos que cometerem algo ilicito devem ser punidos exemplarmente, porém esta decisão deve ser estendida a todos que praticarem este tipo de crime, pois muitas vidas são tiradas por um simples prazer de sustentar um vício. inumeras crianças sofrem com a ausência de seus pais.
JUSTIÇA APLIQUE ESTA PENA A TODOS OS INFRATORES
 
marcos vilela em 19/07/2012 09:51:37
KKKKKKKKKKKKK quero ver ele pagar este valor, pois se faz bico, e não tem bens em seu nome como ele vai pagar. Seria melhor se o juiz tivesse condenado o estado , e o elemento a prisão
 
Sebastiao teixeira batista em 19/07/2012 06:38:45
Concordo com o comentário da Rosilene Costa, e com a atitude judicial, porém é uma pena que eu só vejo ista acontecer com ex policiais. Precisamos fazer uma corrente forte de oração, pedindo para DEUS, aquebrantar os coraçoes de todos nós, que julga e que opina para não questionar a profissão, e sim o erro que praticamos.
 
jorge ferreira em 19/07/2012 06:30:15
Parabens a justiça se agisse com todos que fizessem isso com certeza pensaria mais antes de carregar uma arma tem que doer no bolso mesmo, tem que ajudar até eles concluirem o curso superior não só quando completarem 18 anos.
 
Rosilene Costa em 19/07/2012 05:54:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions