ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Família de envolvido em acidente diz que morte foi "indesejada" consequência

Famíia de Ricardo França Júnior divulgou nota lamentando a morte da namorada dele, Bárbara Wstanny, em acidente no sábado

Por Silvia Frias | 13/07/2020 12:43
Ricardo França Júnior, 24 anos, recebeu alta do hospital e está detido (Foto/Reprodução)
Ricardo França Júnior, 24 anos, recebeu alta do hospital e está detido (Foto/Reprodução)

A família do acadêmico de Educação Física, Ricardo França Júnior 24 anos, divulgou nota em que lamenta a morte da namorada dele Bárbara Wstany Amorim Moreira, 21 anos, arremessada do carro conduzido pelo rapaz, um acidente com “indesejada e trágica conseqüência”, no sábado (11).

Ricardo França Júnior estava sob custódia na Santa Casa de Campo Grande, recebeu alta e ainda está detido, mas somente passará por audiência de custódia em 48h, podendo converter a prisão em flagrante por preventiva, pelo crime de homicídio doloso em acidente de trânsito.

Barbara morreu no acidente, no sábado (Foto/Arquivo pessoal)
Barbara morreu no acidente, no sábado (Foto/Arquivo pessoal)

Em nota, a família e a defesa, representada pelo advogado João Ricardo Batista de Oliveira divulgaram que todos estão “abalados e condolidos com o acidente, bem como por sua indesejada e trágica conseqüência”.

A consequência é a morte de Barbara. O casal estava no Peugeout 207 no sábado, à noite. Eles voltavam para casa de Ricardo pela Rua 11 de Outubro, quando o veículo passou por elevação, fez movimento lateral e, em alta velocidade, bateu no muro de uma casa. A jovem, aparentemente sem cinto de segurança, foi arremessada, lançada do carro e morreu no local.

Dentro do carro, a polícia encontrou 4 garrafas de 600 ml e, do lado de fora, mais uma. A equipe de socorrou constatou que o estudante havia ingerido bebida alcoólica. O auto de prisão em flagrante informa, ainda, que ele desrespeitou pare, no cruzamento com a Rua Santos Dumont. Por essas evidências, o indiciamento na Polícia Civil foi de homicídio doloso, quando o autor assume o risco de matar alguém.

Movimentação após acidente, na rua 11 de Outubro, bairro Cabreúva (Foto: Direto das Ruas)
Movimentação após acidente, na rua 11 de Outubro, bairro Cabreúva (Foto: Direto das Ruas)

 “As investigações em trâmite apurarão os fatos de maneira pormenorizada a fim de investigar todo o ocorrido, seus desdobramentos fáticos e os limites de eventual culpabilidade”, esclarece a nota.

A fase inicial é avaliada como preliminar, “sendo impossível se formar juízo cognitivo exauriente a respeito dos fatos, assim, resta-nos aguardar o devido trâmite processual”. Por fim, família e defesa dizem respeitar o luto e a dor, “preservando princípios jurídicos basilares como a presunção de inocência e o devido processo legal”.

Bárbara foi sepultada ontem à tarde no cemitério Jardim das Palmeiras. Depois de receber alta, Ricardo França foi levado para detenção. A reportagem apurou que ele está custodiado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.