A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/12/2012 14:57

Feira Central terá corredor entre restaurantes coberto até fevereiro

Paula Maciulevicius e Nyelder Rodrigues
Armação vai ser coberta por uma telha refratária que promete tirar o excesso de calor e proteger da chuva. (Foto: Rodrigo Pazinato)Armação vai ser coberta por uma telha refratária que promete tirar o excesso de calor e proteger da chuva. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Quem passou pela Feira Central já reparou a estrutura metálica que está sendo montada para cobrir a avenida onde ficam as barracas de comida. Arqueada, a armação vai ser coberta por uma telha refratária que promete tirar o excesso de calor e proteger da chuva um dos pontos turísticos de Campo Grande.

A obra começou há seis meses, primeiro com o reforço e revestimento dos pilares, que precisam dar sustentação a nova forma que a feira vai ganhar. A presidente da Afecetur (Associação da Feira Central e Turística), Alvira Appel, já adianta que a reforma vai preservar as ilhas verdes. “Não vai tirar coqueiro e nem os canteiros, a visualização da área verde no meio da avenida continua”, disse.

A representante dos feirantes fala que esta é uma das etapas do projeto de reforma elaborado em 2009. “Hoje você tem o toldo e bate um sol de 40°C. Vamos tirar esse toldo, que até batia na cabeça das pessoas que passavam e lá em cima, vamos colocar a membrana tencionada que tem bloqueio solar. Vai impedir o excesso de sol e chuva com mais qualidade. Até para deixar a feira mais aconchegante”, completou.

Entre as etapas já feitas, estão a troca da telha esquerda e a varanda dos lojistas que se aproximada do estacionamento. Após a avenida, a atenção deve se voltar para a troca das telhas da direita e futuramente, a instalação do sistema de exaustão. A verba é parte do Governo Federal, e contrapartidas da Prefeitura e dos próprios feirantes.

Para feirante Elisberto Taíra, cobertura vai atrair público. (Foto: Rodrigo Pazinato)Para feirante Elisberto Taíra, cobertura vai atrair público. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Para o dono de restaurante Nilo Tamasiro, as mudanças na cobertura vão trazer mais que beleza. “Vai ficar mais fresco e confortável para os clientes, por proteger da chuva, vai atrair mais público”.

A reivindicação é antiga, segundo o proprietário de restaurante, Elisberto Taíra, entre os feirantes, o pedido é praticamente desde a inauguração. Conforme Taíra, os que mais sentem os extremos do tempo são os donos de barracas de verduras e doces, colocadas à frente dos restaurantes.

“Tinha produto que estragava com a chuva. Vai dar mais conforto e tudo que é novidade o público vai se encantar e querer vir para ver”, comenta.

A previsão de término, de acordo com a Afecetur é que a estrutura toda esteja pronta até fevereiro de 2013.

Campo Grande 112 anos: hoje tem Domingo Cultural na feira central
Hoje à noite tem domingo cultural na Feira Central e Turística de Campo Grande, com a banda Eclipse. O show faz parte da programação dos 112 anos de ...
Feira Central ganha reforma e local para depósito de resíduos sólidos
Foi inaugurada, na Feira Central de Campo Grande, a Central de Resíduos Sólidos junto com a reforma e ampliação da cobertura do local, totalizando in...


vcs não acham que ja gastaram dinheiro o suficiente,a cidade ja esta bonita bora trabalhar agora,exemplo a saúde ta feia ta precisando de um trato.#ficadica.
 
maisa de almeida em 03/12/2012 14:41:57
Já é praticamente almoçar na feira em dia de domingo por ser extremamente quente.. Imagina depois da reforma. Sem contar no cheiro que fica impregnado na roupa! Não gostei da ideia!
 
Flávia Marques em 03/12/2012 13:57:47
materia bem explicativa, senhores leitores tentem nao so ler e sim interpretar a materia....obrigado
 
gustavo passos em 03/12/2012 13:21:22
Excelente!
Ai AGETRAN, tal medida deveria ser aplicada nos terminais de ônibus (por exempo o Gal. Osório e o Bandeirantes), onde não existe cobertura entre uma plataforma e outra, obrigando os passageiros a um banho involuntário ou a perda do ônibus nos dias de chuva!
 
Paulo Satyro em 03/12/2012 13:21:13
PARECE QUE MEUS COLEGAS INTERNAUTAS NÃO LERAM, OU NÃO SABEM QUE UMA TELHA REFRATARIA, PARA CRITICAR A RESPEITO DA COBERTURA QUE SERÁ REALIZADA NA FEIRONA , PARABÉNS MAIS UMA VEZ AO NELSINHO
 
ely monteiro em 03/12/2012 11:56:55
Sem ar-condicionado vai ficar difícil. Já não vou muito lá pelo fato de ser muito quente. Que conforto é este? E os preços, são exorbitantes. Na Rua Brilhante como sobá com a qualidade melhor e o preço bem mais baixo.
 
Orlando Pimenta em 03/12/2012 11:43:19
Perdendo a característia de feira e ficar passando calor, o lugar já é uma estufa, os pratos produzidos no local são quentes....é melhor ir para um shopping
 
Juarez de Souza em 03/12/2012 10:11:07
Ótimo, desde que ao mesmo tempo proporcione ventilação adequada ao local. Porque não elevam à piso superior, praça de alimentação(pastelarias) do mercadão municipal ???
 
Rodolfo de Toledo em 03/12/2012 10:05:02
Andar nessa feira já é abafado, com essa cobertura então, vai virar uma estufa...saudades de quando ela era na rua, como é tradição de uma feira, se a pessoa quer luxo, frescura e conforto, que vá pro shopping !!
 
marcos smoliak em 02/12/2012 22:07:38
Fui poucas vezes a esta feira.... estamos de olho na aplicação do dinheiro público, pois falta pra saúde, educação, moradia ....etc...
 
jose maria martins de brito em 02/12/2012 20:36:37
A idéia parece ótima, pois, tanto os clientes quanto os feirantes merecem conforto.
Uma sugestão a administraçào da feira: FAVOR DEIXAR, pelo menos o portão social com saída para rua dos Ferroviários aberto, nos dias de funcionamento da feiras. Quem mora nas proximidades ou esta passando na Enesto Geisel ou Ferroviários, tem a opção de entrar rapidamente para comprar uma fruta ou verdura. Contrário, terá que dar uma volta imensa até a MT,pegar a calógeras(se a pé) ou 14 de julho(de carro). Isso, prejudica os vendedores de verduras, doces, frutas,etc... que deixam de vender por falta de inteligencia administrativa.Muitos moradores vizinhos, preferem ir até a mercearia do seu Gentil, do Dinho ou outro estabelecimento comercial, prejudicando os feirantes.
Sejamos práticos e inteligentes.

 
Neyde de Oliveira em 02/12/2012 16:31:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions