A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/11/2015 16:52

Grupo furta caixas para fazer compras no Paraguai e revender em Goiânia

Filipe Prado
A quadrilha furtava para comprar produtos no Paraguai, explicaram os delegados Priscila Anuda e Fábio Peró (Foto: Marcos Ermínio)A quadrilha furtava para comprar produtos no Paraguai, explicaram os delegados Priscila Anuda e Fábio Peró (Foto: Marcos Ermínio)
A quadrilha é especializada em furtar o banco Bradesco (Foto: Fernando Antunes)A quadrilha é especializada em furtar o banco Bradesco (Foto: Fernando Antunes)

A Polícia Civil prendeu uma quadrilha responsável por furtar caixas eletrônicos do Banco Bradesco, em Campo Grande, e utilizar o dinheiro para comprar produtos no Paraguai, que eram revendidos em Goiânia (GO), município que eles residem. Vinícius Alves Barbosa, 27 anos, Jonhy Silva Neves, 22 e Aline Cândido Araújo, 22, tentaram realizar o furto em três agências da Capital.

A delegada Priscila Anuda, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro), contou que a quadrilha chegou entre sexta-feira (27) e sábado (28) em Campo Grande. Eles implantaram aparatos dentro dos caixas eletrônicos, em agências da Avenida Afonso Pena, Mato Grosso e Coronel Antonino, com o objetivo de “pescar” os envelopes depositados.

Câmeras de segurança flagraram a ação dos bandidos, com isso a polícia conseguiu identificar a quadrilha e as placas dos carros utilizados, sendo um Pólo Sedan e Toyota Corolla. Vinícius, Jonhy e Aline foram presos em flagrante na tarde de ontem (30), por volta das 14h, ao voltarem à agência da Afonso Pena para resgatar os envelopes.

Os bandidos contaram que possuem uma loja de produtos importados em Goiânia. O dinheiro do furto seria utilizado para comprar os produtos, que seria revendidos na cidade. A delegada apontou que a quadrilha sempre utilizada Mato Grosso do Sul como entrada para o Paraguai, mas ainda não há confirmação de outros furtos no Estado.

Carlos José Campos Junior e a esposa, Thainara Flor de Medeiros, estão foragidos. A quadrilha irá responder por furto e associação criminosa.

O caso foi repassado para o Garras (Delegacia de Repreensão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros). O delegado Fábio Peró afirmou que a quadrilha será investigada, sendo que entrou em contato com a Polícia Civil de Goiás, onde podem conseguir informações sobre os seus antecedentes criminais, já que não há registros em MS. A suspeita que é a quadrilha tenha furtado o caixa eletrônico de uma agência de Sidrolândia.

Os bandidos são naturais de Goiânia (Foto: Marcos Ermínio)Os bandidos são naturais de Goiânia (Foto: Marcos Ermínio)


tem que mostrar a cara deles.
 
LUCIANO MARQUES em 01/12/2015 09:44:49
Esses pé rapado a policia faz questão de mostra eles preso né. E quando o Giroto e os outros envolvidos no Lava Jato estavam presos, porque não deixaram a imprensa filma e fotografar ele preso também? Tem que fazer é os "grandões" passarem vergonha algemado também!!!!
 
Silva em 30/11/2015 18:11:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions