A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/03/2016 17:42

Grupo recolhe assinaturas para reduzir salários de vereadores da Capital

Bianca Bianchi e Fernanda Yafusso
Manifestantes assinam abaixo-assinado a favor da redução dos salários dos vereadores (Foto: Alan Nantes)Manifestantes assinam abaixo-assinado a favor da redução dos salários dos vereadores (Foto: Alan Nantes)

A concentração de cerca de 60 mil pessoas, segundo estimativa do comandante do BPTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito), tenente-coronel Renato Toletino Alves, durante protesto contra a corrupção e pelo impeachment da presidente Dilma na tarde deste domingo (13) atraiu um grupo interessado em coletar o maior número possível de assinaturas a favor da redução do salário dos vereadores de Campo Grande. Duas equipes, divididas entre a Praça do Rádio Clube e o Obelisco, já coletaram, desde às 14h, pelo menos duas mil assinaturas.

A iniciativa apartidária teve início em setembro de 2015 e quer protocolar um projeto de lei propondo a redução de 70% das despesas do município com vereadores, entre salários, benefícios e verba de gabinete. A economia, que segundo estimativa do fundador do movimento, o empresário e fisioterapeuta, Denis Pereira, 24 anos, deve chegar a R$ 30 milhões, seria redirecionada para saúde e educação.

Para protocolar o projeto, são necessárias 29 mil assinaturas, ou seja, 5% do eleitorado da Capital, de acordo com a LOM (Lei Orgânica do Município). Até o momento, já foram coletadas 15 mil.

“Em 2017, a remuneração de um vereador vai subir mais de 23%, passando de pouco mais de R$ 15 mil para quase R$ 21 mil. Eu não acho justo sacrificar o povo para pagar essa conta”, declarou Denis, que quer, também, que a aprovação dos salários dos parlamentares passe a ser definida em audiência pública.

Causa - Mais de 120 municípios em todo o Brasil estão na luta pela mesma causa. Em MS, os seis vereadores de Guia Lopes da Laguna, distante 234 quilômetros de Campo Grande, aprovaram, em setembro do ano passado, um projeto de lei para reduzir em 75% os salários dos vereadores, além de reduções diferentes para o prefeito, vice e secretários municipais.

Com a proposta, a partir de 2017, o salário do futuro prefeito passará de R$ 16 mil para R$ 5 mil; do vice-prefeito de R$ 8 mil para R$ 980; dos secretários de R$ 6 mil para R$ 3 mil e dos vereadores de R$ 3,4 mil para R$ 980.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions