A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/09/2012 07:17

Cliente é morto por dono de bar após confusão na hora de pagar conta

Paula Maciulevicius

Policiais do SIG já identificaram o autor, Carlos Eduardo Leão, 23 anos e faz buscas na tentativa de encontrá-lo

Um homem de 31 anos foi morto a tiros na noite deste sábado, no bairro Nova Bahia depois de discutir com o dono de bar pelo valor da conta. Moacir Queiroz da Silva chegou a ser socorrido e morreu ao dar entrada no posto de saúde do Nova Bahia.

Policiais do SIG (Serviço de Investigações Gerais) já identificaram o autor, Carlos Eduardo leão, 23 anos e faz buscas na tentativa de encontrá-lo.

O crime aconteceu depois que Moacir e os amigos foram pagar a conta, segundo relatos das três vítimas ouvidas na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, a vítima tentou acertar o valor com uma nota de R$ 50, que foi recusada por Carlos.

Em seguida, um amigo da vítima também tentou pagar com a mesma quantia, mas o dono também teria se recusado a receber. O grupo então teve de trocar o dinheiro e depois quitar a conta.

Após o acerto, Moacir e os amigos estavam na esquina da rua do bar, na Sebastião Pereira Borges, quando Carlos saiu atirando.

A Polícia acredita que quatro tiros tenham atingido a vítima, no entanto só o exame necroscópico vai revelar a quantidade exata de tiros. No local foram encontradas ainda 10 paradinhas, que totalizaram 10,5 gramas de cocaína. A Polícia trabalha com a hipótese de que no local funcione uma boca de fumo.

Os disparos teriam sido feitos, inicialmente, por um revólver calibre 38, mas só o exame no Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal) pode confirmar.

Carlos Eduardo continua foragido.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


O ambiente é propício a isso, que sirva de alerta para outras pessoas de bem. Nós temos que saber com quem anda, aonde vamos e o que vamos curtir. A vida é muito boa, mas requer muito cuidado hoje.
 
luiz alves em 03/09/2012 07:55:46
nimguem morre pq tentou paggar uma conta essa historia ta muito mau contada...
 
cleyton oliveira em 03/09/2012 07:39:21
violência, todo dia muitas notícias relatam essa triste realidade. da vontade de parar de ler o jornal. mas a gente sempre espera que as coisas melhorem.
 
GABRIEL DAI em 03/09/2012 07:35:14
No Afeghanistão se sabe quem matará e quem morrerá. Aqui não se sabe. Basta um ter vontade que qualquer um pode ser a garrafa de boliche a ser derrubada. Somos um péssimo povo porque é um povo sem noção de filosofia, mas sim de pura maldade e se orgulha por ser assim. Um povo que vive num lugar feio e que só tem referências de feiura passadas pela TV, resulta nisso.
 
Cristiano Arruda em 02/09/2012 02:44:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions