ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Instituto estuda extinguir obrigatoriedade na adesão de fundo de saúde

Michel Faustino | 22/06/2015 19:59

O IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) estuda mudanças no Fundo de Assistência à Saúde do Servidor Municipal (Servimed/Funserv). A adesão, que hoje é obrigatória, por exemplo, deverá ser facultativa.

Segundo a diretora-presidente do Instituto, Lilliam Maria Maksoud Gonçalves, uma comissão está trabalhando desde fevereiro deste ano com o objetivo de reavaliar o plano e propor mudanças. Conforme Lilliam, entre elas, está a exclusão da cláusula que prevê a obrigatoriedade de adesão ao Servimed/Funserv.

“Estamos fazendo este estudo de reavaliação do plano para podermos melhorar muitas coisas. E ai entra esta questão de ser obrigatório, porque temos recebido muita reclamação. Mas, para isso acontecer é preciso tempo, não dá pra mudar uma coisa que sempre foi assim do dia para a noite”, comentou.

Atualmente, 16.816 servidores efetivos, 2.253 aposentados, 507 pensionistas e 20.084 dependentes, são contribuintes.

Legalidade - A obrigatoriedade de adesão ao plano motivou o MPE (Ministério Público Estadual) a instaurar inquérito civil público, que foi divulgado nesta segunda-feira (22).

Conforme o procedimento, que está conduzido pelo promotor de Justiça, Luiz Eduardo Lemos, da 43ª Promotoria de Justiça da Comarca de Campo Grande, há centenas de denuncias relatando a situação, inclusive que já foram levadas e julgadas pelo TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

O Campo Grande News tentou ter acesso ao conteúdo completo do inquérito, no entanto, foi informado que somente o promotor responsável poderia autorizar, o que não foi possível devido a justificada reunião.

Nos siga no Google Notícias