A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/07/2013 18:38

Justiça autoriza que médico acusado de ato libidinoso volte a trabalhar

Evelyn Souza

A Justiça concedeu nesta sexta-feira (19) liminar que autoriza que o ginecologista e obstetra, Wilson Roberto Cardoso Farias exerça a medicina sem qualquer restrição. A decisão foi concedida pelo Tribunal Regional Federal, da 3ª região.

O médico havia recebido pena de suspensão de 30 dias do CRM/MS (Conselho Regional de Medicina), depois de ser acusado de atos libidinosos contra pacientes em Campo Grande. A decisão só passaria a valer a partir da segunda-feira (22).

O ginecologista também responde por conduta médica ofensiva ao pudor do paciente, conduta repetida, falta de respeito para com o paciente que lhe causou sofrimento moral e atentado à dignidade da pessoa humana.

Conforme o processo judicial, aos menos três pacientes relataram terem sido atendidas de forma “inusitada” pelo profissional. Em 2010, quando as denúncias vieram a público, o médico punido atendia no posto de saúde do bairro Mata do Jacinto.

Homem é baleado nas costas enquanto caminhava na 14 de Julho
Jovem de 23 anos foi baleado nas costas enquanto caminhava na Rua 14 de Julho, no Bairro Cabreúva, em Campo Grande. Hugo Vinícius Crisanto de Lima fo...
Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...


Infelizmente, a cada dia que passa a sociedade fica mais desacreditada na justiça em nosso País.É corporativismo ou não é?
 
João Alves de Souza em 20/07/2013 00:16:24
será que o Juiz que concedeu a autorização teria coragem de deixa a esposa consultar com esse médico??? sei não hem
 
ALEX ANDRÉ DE SOUZA em 19/07/2013 20:15:24
manda a sua mulher juiz se consulta com esse tarado.
 
pedro paulo em 19/07/2013 19:07:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions