A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

03/07/2018 23:59

Justiça ouve amanhã testemunhas de mais duas execuções no cemitério do Nando

Adriano Fernandes
Nando é suspeito ter ter enterrado pelo menos 13 vítimas em seu cemitério particular, na Capital. (Foto: Arquivo) Nando é suspeito ter ter enterrado pelo menos 13 vítimas em seu cemitério particular, na Capital. (Foto: Arquivo)

Mais duas audiências sobre as execuções comandadas por Luiz Alves Martins Filho, o Nando, serão realizados no fórum de Campo Grande, nesta quarta-feira (04). A primeira audiência, marcada para as 13h30 apura a morte de Flavio Soares Correia e serão ouvidas seis testemunhas de acusação. Na segunda audiência, prevista para as 14h30, devem ser ouvidas outras quatro testemunhas sobre a morte de Daniel Gomes de Souza Carvalho.

No primeiro caso, "Nando" agiu com ajuda de Jean Marlon Dias Domingues, de 21 anos. Os dois foram submetidos a júri popular na semana passada e condenados pelo assassinato de um rapaz conhecido como "Café" ou "Neguinho".

Na segunda audiência, "Nando" responde ao processo juntamente com um outro suspeito, Claudinei Augusto Orneles Fernandes, de 25 anos - apontado na participação em pelo menos seis mortes. O caso em questão é, possivelmente, sobre o assassinato de Aparecida Adriana da Costa, a Malu, uma das 13 vítimas do serial killer, enterrada em 2014 no cemitério clandestino no Jardim Veraneio, depois de ser morta asfixiada com um correia da máquina de lavar.

O caso – Nando é autor de uma série de assassinatos no bairro Danúbio Azul. As vítimas eram, em maioria, jovens mulheres envolvidas com consumo de drogas e inseridas em contexto de vulnerabilidade social. Ele é acusado de ter matado pelo menos 16 pessoas, entre os anos de 2012 e 2016, e ficou conhecido como um dos maiores serial killers do Estado, pela quantidade e a forma cruel como executava os crimes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions