A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

27/08/2013 17:34

Licitação emperra, mas Infraero deve manter suspensão de voos noturnos

Lidiane Kober
Passageiro vai ter transtorno com suspensão de voos noturnos (Foto: Cleber Gellio)Passageiro vai ter transtorno com suspensão de voos noturnos (Foto: Cleber Gellio)

A licitação para definir empresa responsável pela reforma da pista do Aeroporto Internacional de Campo Grande emperrou, mas a Infraero (Empresa Brasileira Infraestrutura Aeroportuária) deve manter a suspensão de voos noturnos que, somada à alta do dólar, resultou no aumento de cerca de 15% do preço das passagens áreas na Capital.

A previsão era iniciar a obra, orçada em R$ 12 milhões, no dia 1º de setembro. Mas, por telefone, a assessoria de imprensa da Infraero informou que as cartas das empresas interessadas na licitação nem sequer foram abertas. A estimativa era revelar as propostas no dia 13 de julho, agora, a meta é abrir as ofertas no dia 6 de setembro.

Para a Infraero, é “normal” esse tipo de atraso. A assessoria ainda frisou que o início da reforma no dia primeiro de setembro era “apenas uma previsão”. O cronograma da obra, no entanto, foi definido após várias reuniões entre empresas aéreas, Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo).

O plano era executar a primeira etapa entre o dia 1° de setembro e 20 de outubro. Neste período, pousos e decolagens seriam suspensos entre às 21h e 7h (horário local). A medida, inclusive, começou a impactar no preço das passagens.

Segundo o consultor de viagens da FlyTour, Eferson Miranda, o aumento do preço é resultado da alta do dólar e da suspensão dos voos noturnos. “Das 21h às 7h, o aeroporto está fechado, são menos voos e a lei da oferta e procura acaba impactando”, comentou.

Questionada sobre a influência da obra no preço das passagens, a assessoria da Infraero afastou rapidamente culpa na elevação da tarifa. Segundo a empresa, as companhias são “responsáveis” pelo reajuste. “Foi aberta oportunidade a todos para adequar e mudar os horários de voos”, frisou a assessoria.

Cronograma final - Na segunda etapa, de 15 de outubro a 15 de novembro, a meta é realizar serviços nas pistas de manobra "C", "D" e "E". Na terceira etapa da reforma, prevista para o período entre 15 de novembro e 13 de janeiro de 2014, a expectativa era executar a instalação das ranhuras na pista principal, o que interditará a via entre 23h e 5h.

No total, a meta é recuperar os 2.600 metros de pista, instalar ranhuras e restaurar o pátio de aviação geral num prazo de 240 dias. Até agora, a Infraero não apresentou novo cronograma das obras.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


E agora, como ficam os passageiros que haviam remarcado as passagens adquiridas em pacote de viagens em agências de turismo? Várias pessoas acabaram perdendo dias de hospedagem que já haviam pago, tudo em decorrência da tal reforma na pista e cancelamento dos voos. Isso é mais uma palhaçada com os brasileiros e com o direito do consumidor. É revoltante.
 
Márcio Oliveira em 28/08/2013 10:05:32
15% mais caras?????
ta de brincadeira heinnnnn
as passagens aéreas estão o triplo mais caras, mesmo com antecedência de 6 meses de compra!!!!!!!!!!
 
viviane bueno em 28/08/2013 09:59:25
Fui obrigado a remarcar 2 vôos em setembro, agora só me faltava liberar novamente. Tive gastos a mais com hotel, pois os horários da nova marcação são péssimos.
 
Miguel Nader Junior em 28/08/2013 09:43:42
Até os cachorros da Duque de Caxias sabiam que isso ia acontecer, apenas os gênios da Infraero acreditavam que a licitação aconteceria no prazo previsto. Incompetência pura.
 
daniel ferrari em 28/08/2013 09:30:17
A PRIMEIRA A SE MANIFESTAR CONTRA O QUE ESTÁ ACONTECENDO SERIA A SECRETARIA DE TURISMO, MAS NINGUÉM ALÉM DO USUÁRIO RECLAMA!
ESSA SITUAÇÃO SÓ IRÁ MUDAR COM A "PRESSÃO" DA OPINIÃO PÚBLICA ATRAVÉS DA IMPRENSA E MINISTÉRIO PÚBLICO.
 
Paulenir de Barros em 28/08/2013 09:16:43
15% de aumento é conversa fiada. Aumentou muito mais. Está mais barato ir para a Europa ou Estados Unidos do que sair de Campo Grande para outra cidade dentro do Brasil. Um absurdo o que a Infraero e as companhias aéreas estão fazendo com os passageiros. Se houvesse planejamento, diluiriam os vôos durante o horário que o aeroporto está aberto, para ter a mesma oferta de lugares. Mais uma vez o brasileiro sofre, IMAGINA NA COPA!
 
Bruno Braga em 28/08/2013 08:53:06
O que tem a ver dólar com serviço de pedreiro e materiais de Campo GRande nessa pequena obra? Conversa para poder esticar preço e sobrar para as almas perdidas. É tão fácil identificar as coisas erradas que nem precisa estudar muito.
 
luiz alves em 28/08/2013 07:17:08
Nessa hora a culpa não é de ninguém, nem da Infraero, nem das companhias, uma joga a culpa na outra, e quem paga a conta sempre é o consumidor. Aliás, se duvidar vão atribuir a culpa do aumento aos passageiros, quem manda querer ou precisar viajar né?
 
Rafael Santos em 27/08/2013 23:04:49
concordo que as empresas não deviam ter subido os preços, se não esta havendo voos de noite eles não estão gastando mais com piloto, gasolina, decolagem, pouso ou manutenção das naves, ta parado, eles utilizam tudo isto em outra rota.
 
maximiliano nahas em 27/08/2013 21:24:08
E Campo Grande queria sediar a Copa do Mundo, "que vergonha", não temos Aeroporto que funciona a noite, não temos Taxi, não temos Hotéis suficientes, não temos nenhum time de futebol na serie A do Brasileiro, na serie B também não temos, e na serie C será que temos? Ha temos não, o que é isso serie A, serie B e serie C, alguém pode explicar !!! Temos na serie DDDDD ??? Temos sim, só para passar vergonha e ficar na primeira fase kkkkk. Temos Federação de Futebol no Estado MS ??? Se tem ninguém sabe que existe rsrsrs.
 
Leonardo Camassa em 27/08/2013 21:01:12
É só mais um retrato deste Brasil emperrado pela burocracia e corrupção.
 
Carlos Nogueira em 27/08/2013 20:04:25
Porque será que realmente esta emperrada?
Ai tem coisa estranha!
 
Anderson Silva em 27/08/2013 20:01:48
A INFRAERO E O GOVERNO FEDERAL NÃO TEM A MÍNIMA VONTADE POLÍTICA PARA MELHORAR O AEROPORTO INTERNACIONAL DE CAMPO GRANDE!
A SOLUÇÃO SERIA PASSAR O TERMINAL DE PASSAGEIROS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL.
OUTRA SOLUÇÃO SERIA A AMPLIAÇÃO DO SANTA MARIA ATUAL AEROPORTO MUNICIPAL E TRANSFERÊNCIA DE TODOS OS VÔOS CIVIS PARA LÁ. CAPACIDADE PARA ISSO TEM, O QUE NÃO TEM É VONTADE POLÍTICA!
 
Paulenir de Barros em 27/08/2013 19:36:02
Mais uma vez a gloriosa responsável pela "Infraestrutura Aeroportuária" faz das suas, causa um impacto violento para empresas aéreas, funcionários e clientes. Depois da "reforma" dos banheiros e sala de desembarque pela bagatela de R$ 1.257.000,00 (aproximadamente) que deveria ser entregue em FEVEREIRO/13 e ainda não entregaram a ultima parte (vale lembrar que conseguiram piorar os banheiros), preparem-se, pois, partindo deste raciocínio esta obra não deve ter início antes do fim do ano, quem paga a conta? NÓS.
P.S.: Sumiram os cartazes da greve que estavam colados no saguão desde minha última passagem por lá, tinha algo escrito sobre "nosso dinheiro".
 
Luiz Fernandes em 27/08/2013 18:55:33
foi pura jogada da Infraero essa licitação para cancelar os voos noturnos e aumentarem as tarifas aéreas em campo grande, com certeza tem alguém levando uma grana das empresas, pois obrigam os passageiros a pagarem mais caro e lotarem as poucas aeronaves.
 
luis messias em 27/08/2013 18:41:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions