A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/01/2016 09:05

Mau tempo impede agentes de irem às ruas combater focos de mosquito

Natalia Yahn
Agentes precisaram atrasar trabalhos nesta terça-feira (12), por conta da chuva. (Foto: Marcos Ermínio)Agentes precisaram atrasar trabalhos nesta terça-feira (12), por conta da chuva. (Foto: Marcos Ermínio)

A chuva e o mau tempo prejudicam o trabalho de combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti – que transmite dengue, chikungunya e zika vírus – em Campo Grande. Nesta terça-feira (12) a instabilidade climática atrasou a vistoria dos 400 agentes de controle de endemias que atuam no centro e nos bairros da Capital.

Na base da área central, localizada na Rua Maracaju, seis agentes realizavam serviço internado nesta manhã. “Nosso horário normal de saída é às 8 horas, pois é quando o comércio começa a funcionar, mas o trabalho está prejudicado por conta do tempo ruim”, disse a agente Elisângela de Oliveira, 36.

No centro da Capital a vistoria em cada residência e ponto comercial esta suspensa, hoje as agentes vão realizar o levantamento dos terrenos baldios. “Nós não ficamos paradas, se não pode sair, fazemos os relatórios”, explicou a agente.

O coordenador de Controle de Endemias Vetoriais da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Alcides Ferreira, explicou que todas as ações estão parcialmente prejudicadas. “Ontem não fizemos nada, não dá para fazer porque os moradores não recebem o agente. Por enquanto estamos realizando trabalhos internos, técnicos e preparando equipamentos. Assim que o tempo permitir vamos fazer visitas, que é nosso foco principal”, disse.

Ontem (11), a chuva impediu que as vistorias domiciliares fossem realizadas, e os 400 agentes de controle de endemias não saíram a campo. O fumacê, realizado por 14 veículos em toda a cidade, também foi interrompido e está sem previsão de ser normalizado.

“Não dá para borrifar nessas condições do tempo. É jogar inseticida fora. Temos que seguir as normas técnicas corretas. Estamos adiando e assim que o tempo permitir nós faremos e o cronograma será cumprido nos bairros com maior incidência que são o Nova Campo Grande, Noroeste, Vila Popular, Panamá e Lageado”, finalizou Ferreira.

O fumacê é realizado duas horas antes do amanhecer e duas horas antes do entardecer.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions