A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/01/2011 17:45

Moradores fecham Ernesto Geisel em protesto por inundações

Marcio Breda e Danubia Burema
Moradores fecham avenida em protesto contra alagamentos frequentes. Foto: Simão Nogueira.Moradores fecham avenida em protesto contra alagamentos frequentes. Foto: Simão Nogueira.

Moradores do bairro Guanandi, na região Sul de Campo Grande, interditam desde às 16h40 (6) a Avenida Ernesto Geisel (Norte - Sul) na pista que faz o sentido centro-bairro em protesto pelos prejuízos causados pelas inundações.

Cerca de 50 pessoas que tiveram suas casas alagadas no temporal desta tarde colocaram colchões, sofás e outros móveis destruídos pelas águas na pista, que está tomada pelo barro.

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) fechou a Ernesto Geisel na altura do cruzamento com a Avenida Manoel da Costa Lima para evitar que os carros fiquem parados no local.

Segundo os moradores, os móveis só serão retirados do local após um técnico da prefeitura se reunir com as famílias.

De acordo com Clodoaldo Dias, 30, auxiliar de enfermagem, o problema atinge os moradores do Guanandi há 3 anos sofre. Segundo ele, o transtorno tem relação com um erro de engenharia da prefeitura durante a instalação da rede coletora de esgoto.

“Na hora de fazer os tubos da rede de esgoto esqueceram de colocar uma manilha de elevação. Quando começa a chover, ao invés da água do esgoto correr para o córrego, ela volta para as casas”, explica o morador.

Vizinhos de Clodoaldo chegaram a gravar um vídeo que mostra a força e a altura das águas durante a chuva desta tarde.

Segundo Dorival Júnior, de 32 anos, a prefeitura sabe do problema e já foi notificada, mas até agora ninguém apresentou um plano para resolver a situação. “Além desse problema da chuva, interligaram todas as manilhas de esgoto em uma só, o que dificulta o escoamento da região”.



Nós moradores da região sul de Campo Grande, há tempos sofremos com as inundações provocadas por chuvas. Moro no Taquarussu e o córrego Anhanduizinho vai engolir a pista a qualquer chuva mais forte. Hoje, o aterro abaixo da norte sul com a rua do laticinio cedeu e a pista pode cair a qualquer movimento mais forte. Defronte ao Mercado Maxi é pior ainda. Parece que só resolvem os problemas do centro da cidade e de bairros "nobres". Há mais de 5 anos, desde 2005 sofremos com isso. Eleições "neles" população.
 
Carlos Alberto em 06/01/2011 07:17:27
No momento do temporal transitei pela nova avenida do aeroporto, parecia um rio com correnteza forte, parece q. ñ funcionou o sistema de drenagem no local, aliás alí sempre foi um ponto crítico, pelo que vi hoje vai continuar, enquanto isso mais aumento no IPTU nosso de cada dia!
 
Carlos Gonzales em 06/01/2011 06:59:31
Este problema de fato não e de hoje.Moro próximo a Ernesto Geisel moradores tem mais e que ir atrás dos direitos como cidadãos e como trabalhadores que com todo a obrigação de trabalhar e sustentar a família.Ainda pagam em dia seus gastos no que se refere a benefícios públicos.
Apoio esta iniciativa.
 
Luciane Leticia Souza de Jesus em 06/01/2011 06:13:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions