A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

27/12/2014 12:57

Moradores reclamam de estrada que virou lixão e tem até vacas mortas

Viviane Oliveira
Morador da região revoltado colocou fogo nas vacas que foram jogadas no local. (Foto: Pedro Peralta) Morador da região revoltado colocou fogo nas vacas que foram jogadas no local. (Foto: Pedro Peralta)
Tudo quanto é tipo de lixo é jogado no local. (Foto: Pedro Peralta) Tudo quanto é tipo de lixo é jogado no local. (Foto: Pedro Peralta)

A estrada de chão que dá acesso a cachoeira do Inferninho e a várias chácaras, na saída para Rochedo, às margens da MS-080, em Campo Grande, virou lixão a céu aberto. No local é possível encontrar de tudo, como lixo orgânico, entulho de material de construção, sofás, guarda-roupa, pneus, mas o que impressiona é que até vacas mortas foram jogadas na área. Os moradores da região, pelo menos boa parte deles, reclamam e estão preocupados com a situação. 

Sujeira e água parada contribui para a proliferação do mosquito transmissor da dengue e da febre chikungunya, o Aedes Aegypti. O militar Carlos Martins Gonçalves, 43 anos, estava indo para a casa de um amigo junto com a família e reclamou da sujeira na estrada. “As vezes o local chega a ficar interditado de tanto lixo. Hoje está pior ainda, porque jogaram animais mortos e o mau cheiro está muito forte”, reclama.

A via é uma maneira de cortar caminho para chegar nas propriedades do entorno, segundo o empresário André Batista Reis, 34 anos. “Estou revoltado, não tem 15 dias que a Prefeitura fez a limpeza. Mas não adianta, as pessoas insistem em fazer dessa área um lixão a céu aberto”, reclama. Proprietário de uma chácara na região, André precisa passar pela via quase todos os dias. 

Os moradores acreditam que os animais mortos foram jogados por uma leiloeira que tem na região. “É a coisa mais absurda do mundo”, resume o aposentado Oscar Araújo de Brito, 61 anos, que estava acompanhado com a esposa Antonieta Paes. Os dois dizem que a passagem foi aberta há cerca de dois anos e logo em seguida começou a acumular lixo.

De acordo com o titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Valtemir Brito, a questão do lixo em terrenos abandonados deve ser um dos assuntos a ser tratado logo no inicio do ano que vem. “Cabe ao município dar o destino correto do lixo da cidade, mas as pessoas precisam entender que não se deve descartar em qualquer lugar”, diz. Ele acrescenta que a partir do ano que vem serão feitas mais campanhas de conscientização. “O lixo no lugar incorreto prejudica todo mundo”, destaca.

Quando a equipe do Campo Grande News saía do local, um morador revoltado com a situação decidiu colocar pneus em volta dos animais e com litro de gasolina ateou fogo. "Não tem condições de passar por aqui com esse cheiro horrível. A gente não tem para quem reclamar e o jeito é fazer alguma coisa para minimizar o transtorno", lamenta. 

Vacas mortas foram jogadas na estrada. O cheiro ficou insuportável na região. (Foto: Pedro Peralta) Vacas mortas foram jogadas na estrada. O cheiro ficou insuportável na região. (Foto: Pedro Peralta)
O militar José Carlos, que estava com a família, reclama do cheiro. (Foto: Pedro Peralta) O militar José Carlos, que estava com a família, reclama do cheiro. (Foto: Pedro Peralta)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions