A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/07/2015 16:55

Moradores se queixam da falta de limpeza de ruas 72h após temporal

Juliana Brum
Arvores e entulhos continuam jogados após temporal em bairros da Capital ( Foto - Fernando Antunes)Arvores e entulhos continuam jogados após temporal em bairros da Capital ( Foto - Fernando Antunes)

Os moradores de Campo Grande ainda sentem os efeitos, 72 horas depois, do temporal de sábado, quando rajadas de vento de até 63 quilômetros por hora causaram o destelhamento de residências e queda de dezenas de árvores. Eles reclamam da sujeira amontada nos bairros e até da falta de iluminação após a chuva. 

Arvores continuam jogadas nas calçadas do bairro Santo Amaro e Jardim Antartica. A chuva passou, mas os entulhos ficaram acumulados no meio das calçadas impedindo o trânsito dos pedestres e alunos que precisam seguir pela rua  já que o acesso pela calçada continua intransitável. 

A analista comercial Renata Morais, 35 anos, reclama do entulho e barro que permanece em algumas ruas do Bairro Santo Amaro, apesar dos insistentes pedidos feitos à Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação).

"Ontem (13) voltei a ligar na Seintrha com o número do protocolo da primeira ligação feita e o rapaz que me atendeu comentou que há inúmeros chamados na cidade e que a minha solicitação está na fila de espera, mas não me deu a data de quando irão resolver os problemas do bairro" afirmou Renata.

Ela também reclamou da falta de iluminação na rua da Escola Municipal Santos Dumont. "Se você passar de noite em frente à rua vai ver a escuridão que está. Dá medo" emendou. 

Morador do bairro há 35 anos fala sobre o problema quando a chuva passa ( Foto - Fernando Antunes)Morador do bairro há 35 anos fala sobre o problema quando a chuva passa ( Foto - Fernando Antunes)

Morando há 35 anos no bairro, o aposentado Francisco Hélio Caetano, 65, falou sobre o problema dos entulhos nesta época de chuva que acumulam e acabam entupindo a boca de lobo do bairro. "Choveu, a rua alaga e estes entulhos que ficam boiando impedem a passagem da água, virando um verdadeiro caos" explicou Francisco.

O vendaval detalhou inúmeras casas e conjuntos residenciais no Jardim Leblon. Os moradores do Residencial Leonel Brizola, do Programa Minha Casa, Minha Vida, ainda contam sobre o susto na manhã de sábado. O funileiro Paulo Sérgio, 42, que estava em casa, contou que ouviu as pedras e o vento. "Foi assustador", relembrou.

"A empresa já está repondo as telhas, mas a forma em que os prédios foram feitos, deixa a desejar. Porque qualquer vento forte é capaz de arrancar as telhas que estão amarradas com simples arames finos. Eu mesmo subi na lage para ver os estragos após o temporal e vi que é frágil demais a amarração das telhas" desabafou o morador.

 

Paulo Sergio relatou como foi a forte ventania do final de semana que levou as telhas do prédio ( Foto - Fernando Antunes)Paulo Sergio relatou como foi a forte ventania do final de semana que levou as telhas do prédio ( Foto - Fernando Antunes)
A construtora já está colocando as novas telhas depois do vendaval de sábado ( Foto - Fernando Antunes)A construtora já está colocando as novas telhas depois do vendaval de sábado ( Foto - Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions