A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

19/08/2019 12:28

Morre aos 64 anos o jornalista Moacir de Castro Jorge

Querido entre os colegas, compartilhou vivências em redações e viu de perto períodos históricos da política de Mato Grosso do Sul

Izabela Sanchez
Moacir de Castro Jorge faleceu em Campo Grande aos 64 anos (Foto: Reprodução/Facebook)Moacir de Castro Jorge faleceu em Campo Grande aos 64 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

Faleceu nesta segunda-feira (19), em Campo Grande, o jornalista Moacir de Castro Jorge, aos 64 anos. Internado desde o dia 30 de julho no Hospital Proncor para tratar enfermidade no coração, Moacir passou por procedimento cirúrgico e o estado foi se agravando. Deixa esposa, dois filhos e muitos amigos com quem compartilhou histórias e experiências nas redações.

Moacir viu de perto administrações simbólicas de Campo Grande e Mato Grosso do Sul. Além das redações de jornais, trabalhou também na comunicação da Prefeitura de Campo Grande, quando Lúdio Coelho era prefeito, em 1985.

Foi ali, por exemplo, que a jornalista Mônica Ferreira começou na profissão, oportunidade oferecida por Moacir. “Será de gratidão eterna”, conta, sobre o significado de ter conhecido Moacir. “Imagina dar emprego a uma recém formada, sem nenhuma experiência? Isto vale muito! E ele sempre lembrava que tinha valido o ‘investimento’ em mim. Não vou esquecer disso nunca”, comentou.

Atualmente, Moacir atuava como Diretor Executivo do site Campo Grande Urgente. Entre os locais de trabalho, passou pela TV Morena e pelos jornais Diário da Serra e Correio do Estado. A agência de rádio que dirigiu também faz parte da memória de quem conviveu com Moacir. “Foi uma das melhores experiências profissionais. Produzíamos aqui um radio jornal que era transmitido para 20 emissoras do interior do Estado”, lembra Mônica.

Quando foi internado, um dos filhos publicou na rede social, para avisar aos amigos, que o pai havia descoberto problema de “dissecção da aorta” e que passaria por uma cirurgia “bastante complexa”. “Eu sou do time que acredita em milagres”, falou Moacir, palavras que foram transmitidas pelo filho.

O jornalista faleceu durante a manhã, segundo informou o Hospital Proncor, que não divulgou detalhes do quadro de saúde do paciente. O velório será na Pax Real, na Avenida Bandeirantes, 795, a partir das 20h e o sepultamento sairá as 13h de amanhã para o Cemitério Santo Antônio.

(Matéria editada às 15h19, para acréscimo de informação)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions