A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/05/2016 18:30

Morto na cadeia é suspeito de matar policial; um vereador está preso

Delegacias especializadas estão na cidade do interior atrás de mais envolvidos em duplo homicídio ocorrido em abril

Leandro Abreu e Helio de Freitas, de Dourados
Caminhonete e homens carbonizados foram encontrados em Bela Vista, no mês passado. (Foto: Divulgação)Caminhonete e homens carbonizados foram encontrados em Bela Vista, no mês passado. (Foto: Divulgação)

Uma operação em conjunto da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio), Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros) e delegacia de Bela Vista – a 322 km de Campo Grande – já prendeu e continua em busca de novos envolvidos em duplo homicídio ocorrido no dia 21 de abril, na cidade da fronteira. Guilherme Gonçalves Barcelos, 31, que é um dos suspeitos de envolvimento no crime, estava preso em uma cela do Garras e foi encontrado morto nesta quarta-feira (25). Ele teria se enforcado com uma calça jeans.

De acordo com informações da Polícia Civil de Bela Vista, as investigações chegaram nesta quarta em novos suspeitos pelo crime. Dois homens foram presos na região da fronteira, sendo um deles um vereador da cidade de Caracol – a 364 km da Capital. Equipes do Garras estão na cidade.

Ainda segundo a Polícia Civil, o vereador estaria preso em uma cela da delegacia de Caracol, enquanto o outro homem, que não teve a identidade divulgada, estaria sendo transferido para Campo Grande. As investigações apontam ainda para o filho desse vereador, que está sendo procurado pela polícia, mas até o momento está foragido.

Conforme a Polícia Civil, Guilherme foi preso no fim da noite de ontem (24), pela DEH em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca de Bela Vista. Durante investigação, Guilherme fugiu para à Capital e ficou hospedado em um hotel no Centro, onde foi preso.

No dia 21 de abril, o policial civil Anderson Celin Gonçalves da Silva, 36, e Alberto Aparecido Roberto Nogueira, 55, conhecido como Betão, considerado um dos maiores pistoleiros de Mato Grosso do Sul foram encontrados mortos e carbonizados em uma caminhonete Toyota Hilux, no município de Bela Vista. O caso segue em segredo de Justiça.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions