A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

04/06/2019 13:29

Na Avenida Bandeirantes, 40% da drenagem está pronta

Obra, que inclui recapeamento, começou há um mês e duas frentes trabalham ao longo da via

Mayara Bueno
Trabalhador em uma das frentes da obra na Avenida Manoel da Costa Lima. (Foto: PMCG/Divulgação).Trabalhador em uma das frentes da obra na Avenida Manoel da Costa Lima. (Foto: PMCG/Divulgação).

Em 20 dias, 40% da drenagem da Avenida Bandeirantes foi concluída, segundo a Prefeitura de Campo Grande. A obra começou há 30 dias, mas os serviços foram feitos em menos tempo, por causa do período chuvoso registrado no mês passado.

Uma das pistas da Avenida Manoel da Costa Lima está interditada na altura da Rua Raul Maluf para construção de um poço de visita para os 356,43 metros de drenagem que será construído até a Avenida Bandeirantes.

A tubulação vai se conectar com a rede da Manoel da Costa Lima, que deve ter a pista reaberta até quinta-feira (dia 6). Dos 1.750 metros de tubulação previstos no projeto, 700 metros já estão prontos.

A intervenção abrange dois trechos na própria avenida, da Rua Pimenta Bueno até a Rua Paissandú e entre a Avenida Salgado Filho e a Rua Brilhante. Mais 220 metros serão feitos na Rua Santa Adélia.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura do município, a tubulação vai se conectar com a rede existente na Rua 2 de Março, no Conjunto Cooaphama, para que a água da chuva desague no Rio Anhanduí.

Também serão executados 160 metros de rede na Bandeirantes, no trecho entre as Ruas Tabatinguera e Raul Maluf; 300 metros da José Lacava até a Raul Maluf, subirá uma quadra na José Lacava; 45 metros entre as ruas Manoel Cavalcante Proença e a José Paes Faria.

Incluindo drenagem, recapeamento, sinalização e implantação de sete estações de embarque no corredor de ônibus, serão investidos R$ 6.462.933,73, recursos do PAC (Projeto de Aceleração do Crescimento) Mobilidade e R$ 2.297.379,94, contrapartida do Governo do Estado.

Segundo o município, o pavimento atual cheio de ondulações por causa de sucessivos tapa-buracos será retirado e, em alguns locais, até a base do asfalto será refeito. São 4 km de obra e estimativa de conclusão em um ano.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions