ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 30º

Capital

O que é permitido no sistema delivery até sexta?

Lojas de roupas, sapatos e produtos de beleza devem fechar

Por Tainá Jara | 22/03/2021 16:44
Loja da Pernambucanas da 14 de Julho abriu as portas nesta segunda-feira (Foto: Paulo Francis)
Loja da Pernambucanas da 14 de Julho abriu as portas nesta segunda-feira (Foto: Paulo Francis)

Nem todas as atividades comerciais estão autorizadas a funcionar no sistema delivery durante o “feriadão”, decretado de hoje até a próxima sexta-feira (26), para evitar a circulação de pessoas nas ruas de Campo Grande, onde faltam leitos de internações nos hospitais, em decorrência da covid-19.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luiz Eduardo Costa, apenas serviços listados como atividades essenciais podem realizar serviço de entrega em domicílio.

Loja de roupas anuncia funcionamento delivery durante o "feriadão", mesmo proibido (Foto: reprodução)
Loja de roupas anuncia funcionamento delivery durante o "feriadão", mesmo proibido (Foto: reprodução)

Leitores questionaram à reportagem do Campo Grande News, pelas redes sociais, sobre como poderia ser o funcionamento de lojas de roupas, por exemplo. “Várias empresas não essenciais estarão trabalhando com sistema delivery. Pode?”

Lojas de roupas, sapatos, cosmético, móveis e aviamentos, por exemplo, devem fechar e não podem nem funcionar com entrega em domicílio. “É necessário diminuir a circulação de pessoas, para termos melhor resultado”, ressaltou o secretário.

Mesmo proibidas, alguns estabelecimentos anunciaram que vão funcionar no sistema de entrega em domicílio nas redes sociais. Na região central de Capital, lojas de móveis, como as Pernambucanas, chegaram a abrir as portas, mas alegam estar funcionando apenas para pagamentos.

Nas Casas Bahias, foi fixado anúncios comunicando que os vendedores estão atendendo pelo Whats App. Tais formas de funcionamento não estão previstas no decreto.


Estão autorizadas a funcionar no sistema delivery e/ou drive trhu:

- Somente para as atividades e serviços  considerados essenciais;

- Lojas de conveniência

- Comércio de alimentos e medicamentos para animais e assistência veterinária para atendimentos de urgência;

 - Comércio de materiais de construção exclusivamente para reparos emergenciais.

Denúncias de eventuais irregularidades relacionadas ao descumprimento do decreto que regulamenta a restrição de atividades durante os feriados antecipados em Campo Grande devem ser direcionadas à Prefeitura pelo número 153 (Guarda Civil Metropolitana) ou 3314-9955 (Ouvidoria da SESAU). Dúvidas e informações devem ser direcionadas ao telefone 156.

A reportagem do Campo Grande News entrou em contato com a Pernambucanas e a Casas Bahia, mas não recebeu retorno até o fechamento da reportagem.

Anúncio na porta das Casas Bahia, também contrariando decreto. (Foto: Paulo Francis)
Anúncio na porta das Casas Bahia, também contrariando decreto. (Foto: Paulo Francis)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário