A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

31/01/2013 09:37

Polícia Civil pede perícia em paraquedas de vítima de acidente

Paula Maciulevicius
Acidente foi aeroporto Aeroching, antigo Aerorrural, na saída para Três Lagoas. (Foto: João Garrigó)Acidente foi aeroporto Aeroching, antigo Aerorrural, na saída para Três Lagoas. (Foto: João Garrigó)

A Polícia pediu nesta quarta-feira para que seja feita perícia no paraquedas de Marcelo Vaz da Silva, 29 anos, que se acidentou durante um salto no último dia 19, no Aeroporto Aeroching, em Campo Grande. Além do laudo do paraquedas, a Polícia espera o resultado do exame de corpo de delito na vítima. Marcelo permanece internado na Santa Casa em estado considerável estável, mas ainda grave.

Segundo o delegado responsável pela investigação, João Paulo Sartori, o laudo no paraquedas vai avaliar se ele estava em condições de uso e se era compatível com o nível de iniciante de Marcelo.

Oito pessoas já foram ouvidas pela Polícia, entre o instrutor de paraquedismo, o piloto da aeronave, o responsável pelo auxílio em terra ao paraquedista e os bombeiros que prestaram os primeiros atendimentos. A previsão é de que os laudos saiam em pouco mais de 10 dias.

Conforme a irmã de Marcelo, Jucimara Silva, o estado dele ainda é considerado delicado. Ele já passou por uma cirurgia na coluna e continua entubado, mas já está abrindo os olhos.

Ainda segundo Jucimara, Marcelo pegou pneunomia e está com a febre persistindo há quatro dias. “Ele está bem dopado, continua inchado e ainda está recebendo sangue”, completa.

A família segue pedindo doações de sangue, mesmo aqueles que não têm a mesma tipagem, podem comparecer no setor do banco de sangue da Santa Casa. No acidente ele fraturou a perna direita, a coluna e bateu com a cabeça.

Quem quiser doar pode comparecer no setor de banco de sangue da Santa Casa na rua Eduardo Santos Pereira, nº88. O setor funciona de segunda a quinta-feira das 7h às 11h e das 12h30 às 16h45 e na sexta-feira das 7h às 11h e das 12h30 às 16h30.

Acidente - Segundo o caseiro do Aeroporto Aeroching, André Leite, 35 anos, Marcelo estava com um grupo de 10 pessoas que saltava na tarde deste sábado. Eles estavam divididos em dois grupos que saltaram separadamente e o acidente ocorreu durante o segundo salto.

“O paraquedas abriu normal, mas na hora da curva para pousar ele caiu”, explicou o funcionário na ocasião. Conforme André, a queda foi quando o homem já estava perto do chão.

Em depoimento à Polícia, o instrutor de paraquedismo Luiz Alves Pereira afirmou que Marcelo estava apto a efetuar o procedimento e que ele fez as 10h de aulas teóricas conforme recomendação da CBP (Confederação Brasileira de Paraquedismo) e obteve com aproveitamento, com condições de efetuar o salto, mas que o que deu errado foi durante o salto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions