A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/08/2012 16:40

Polícia pede prisão de um suspeito de atear fogo em vigia e procura outro

Gabriel Neris e Elverson Cardozo

De acordo com delegado responsável pelas investigações, suspeito foi identificado, é morador do Jardim Anache e usuário de drogas

Local onde o vigia teve o corpo queimado no Jardim Anache, em Campo Grande (Foto: Minamar Júnior)Local onde o vigia teve o corpo queimado no Jardim Anache, em Campo Grande (Foto: Minamar Júnior)

A polícia pedirá a prisão de um rapaz de 21 anos, suspeito de atear fogo no vigia Evaldo Justino da Silva, de 41 anos, na madrugada do último sábado (25), no Jardim Anache, em Campo Grande. O pedido de prisão será protocolado hoje, a partir das 19h, quando inicia o plantão policial, segundo foi informado nesta tarde.

De acordo com o delegado Fábio Peró, da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), o suspeito foi identificado, é morador do bairro Jardim Anache e usuário de drogas.

Segundo a polícia, o rapaz tem passagens por furto, roubo e droga para consumo quando era adolescente. Após os 18 anos, o suspeito ainda acumulou passagens por furto e porte ilegal de arma.

Conforme o delegado, ele será indiciado por roubo qualificado, com resultado em lesão grave.

O segundo suspeito foi identificado e a polícia espera chegar até ele após a prisão do rapaz de 21 anos. Um terceiro suspeito, que já está preso, também é investigado. Os nomes não foram divulgados.

O caso – O vigia Evaldo Justino teve parte do corpo queimado ao tentar evitar um roubo no início. O crime aconteceu em uma construção na rua Manche Catan David, na madrugada de sábado.

Por volta de meia-noite um grupo chegou ao local para roubar materiais de construção e encontraram o trabalhador dormindo no almoxarifado. Evaldo tentou impedir o roubo, mas acabou sendo rendido e amarrado.

Os bandidos jogaram solvente no corpo do trabalhador e atearam fogo. Em seguida, fugiram do local. Com o corpo incendiado, Evaldo saiu correndo e pediu ajuda na casa onde dormem trabalhadores da obra.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros fez o atendimento e levou o vigia para a Santa Casa, onde ele está internado em estado grave.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions