A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/10/2015 13:20

Portões fecham três minutos antes do horário e deixam alunos fora do Enem

Antonio Marques, Mariana Rodrigues, Renata Volpe Haddad e Adriano Fernandes
Portões fechados antes do horário deixam três alunos de fora do Enem (Foto: Marcos Ermínio)Portões fechados antes do horário deixam três alunos de fora do Enem (Foto: Marcos Ermínio)
Léo Ferraz desceu do carro e mesmo correndo até a Unaes não conseguiu entrar em razão dos portões fecharem antes do horário (Foto: Marcos Ermínio)Léo Ferraz desceu do carro e mesmo correndo até a Unaes não conseguiu entrar em razão dos portões fecharem antes do horário (Foto: Marcos Ermínio)

Pelo menos três pessoas perderam as provas do primeiro dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no centro universitário da Unaes, na avenida Fernando Correa da Costa, em razão do fechamento dos portões três minutos antes das 12 horas. O guarda que fechou ainda tentou, mas não foi autorizado a deixar entrar os alunos que chegaram em cima da hora.

Questionado pela reportagem o motivo de fechar o portão antes do horário previsto, o guarda apenas disse que cumpriu ordem da coordenadora do Enem na Unaes. No momento em que o Campo Grande News permaneceu no local, presenciou ele tentando, pelo telefone, a autorização para liberar a entrada dos três alunos que chegaram nos três minutos antes das 12 horas, mas não conseguiu êxito em sua solicitação.

O Campo Grande News tentou falar com a coordenadora de nome Valesca, que chegou ir ao portão para que os funcionários da Unaes pudessem entrar, mas se recusou a dizer o motivo que a levou a fechar os portões antes do horário final.

Léo Rondon Ferraz, 18 anos, foi um dos alunos que perderam a prova, mesmo tendo chegado às 11h57min. Ele explicou à reportagem que estava vindo de carro com a mãe, mas o trânsito lento o atrasou. Mesmo ele descendo do veículo, há algumas quadras da entrada da faculdade, e seguindo a pé não conseguiu chegar antes.

Essa seria a quarta vez que Léo Ferraz faria o Enem, mas a primeira vez que chegou em cima da hora e ficou de fora. Segundo ele, a intenção é fazer a faculdade de Direito. Quando a mãe chegou com o carro em frente do portão e viu o filho exclamou, “Léo, não acredito que você esta aí” e ele respondeu que fecharam o portão antes do horário. O garoto ainda ficou alguns minutos no local na esperança de que poderia ser autorizada a entrada, o que não ocorreu.

Outra pessoa que também perdeu a prova, mesmo chegando antes do horário, preferiu não se identificar, mas contou que confundiu o endereço do local. Ela foi para Uniderp, na Rua Ceará, e quando observou o erro, precisou caminhar por cerca de 2 mil metros até a Unaes, onde chegou em cima do horário. Mesmo reconhecendo o erro, ela estava indignada pelo fato de o portão ter fechado antes das 12 horas.

Monique Matos, 20 anos, também confundiu o endereço do local, mas ao contrário da outra estudante, ela estava na Unaes e a prova seria na Uniderp da Rua Ceará. Faltavam 10 minutos para fecharem os portões ela ainda tinha a esperança de conseguir chegar ao local certo e fazer o Exame.

Lais Akemi, 16 anos, que faria o Enem pela segunda vez, perdeu a prova por não estar com o documento original nas mãos. Ela disse que perdeu o RG (Identidade) e no ano passado teria feito o Exame usando uma cópia autenticada do documento. Mas dessa vez não foi autorizada.

Akemi, que estuda no Colégio Bionatus, ainda levou bronca, por telefone, do pai que mora em Corumbá, ao informar que havia perdido a prova. Ela disse que veio para a Capital para estudar e deixou a família na Cidade Branca. “Esse era o meu ano”, lamentou.

12h01min - Na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), os portões fecharam às 12h01min. Após cinco minutos apenas umas oito pessoas haviam chego atrasadas. Mesmo vendo o portão sendo fechado, uma mulher estacionava a motocicleta calmamente na frente do local. Chegou a se dirigir até o portão, lamentou não poder entrar e não quis conversa com a imprensa.

Jucileide Gama da Silva, 32 anos, chegou de mototáxi cinco minutos depois dos portões fechados. Ela disse que saiu do trabalho por volta das 10 horas, mas teve dificuldade para conseguir o mototáxi, na região da saída para Cuiabá, o que teria provocado o atraso.

José Anderson da Silva Soares ficou no trabalho e esqueceu do horário do Enem (Foto: Adriano Fernandes)José Anderson da Silva Soares ficou no trabalho e esqueceu do horário do Enem (Foto: Adriano Fernandes)

12 horas - Na Uniderp da Rua Ceará, mesmo os portões sendo fechados as 12 horas em ponto, também teve alunos chegando atrasados. Viviane Carvalho, 22 anos, chegou 20 minutos depois do horário e disse que o ônibus da linha Maria Aparecida Pedrossian teve problema mecânico no caminho até o local da prova. Ela disse que precisou pegar carona e não conseguiu chegar a tempo.

Viviane revelou que não estava muito afim de fazer o Enem, pois pretende fazer Fisioterapia na UCDB, e a mãe teria insistido com ela para fazer as provas para tentar conseguir uma vaga na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que é gratuita.

O vendedor de autopeças José Anderson da Silva Soares, 23 anos, queria fazer o Enem para tentar entrar no curso de Direito, mas perdeu o horário por ficar no trabalho. Disse estar decepcionado em razão de ter-se preparado bem, mas reconhecia a culpa por sua própria desatenção.



A PM devia ter feito algumas rondas pela região da Uniderp, pois, ao sair do local da prova, havia alguns carros arrombados e duas pessoas que tiveram motos roubadas.... Amanhã vai ter prova de novo e certamente eles voltaram para roubar mais.

ACORDA AZAMBUJA!!!!!!!!!!!!!!! EQUIPA A PM PELO AMOR DE DEUS!!!!!!!!!!!, PARA ELES PODEREM TRABALHAR
 
Geovane Tiburcio de Souza em 24/10/2015 17:12:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions