A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/04/2014 07:50

Prefeitura não limpa área e morador põe fogo para reduzir lixão em bairro

Filipe Prado
Moradores atearam fogo no lixão (Foto: Marcelo Victor)Moradores atearam fogo no lixão (Foto: Marcelo Victor)

Sem limpeza há cinco meses, moradores ficaram revoltados com a manutenção do lixão na Avenida Wilson Paes de Barros, no Bairro Santa Emília. Esquecidos pelo poder público, eles estão colocando fogo no local para diminuir a quantidade de resíduos no bairro e tentar espantar insetos e acabar com focos de doenças. 

O problema começou antes de 2007, quando moradores da região e do entorno já usavam o lugar para depositar lixo. “Sempre jogam. Vem carro, carroceiro, caçamba tudo jogar aqui”, disse a costureira Erenilda Gauta, 30 anos.

Para tentar diminuir a quantidade de lixo, os próprios moradores queimaram o lixo que fica na via. “Já tentaram limpar. Sempre começam, mas não terminam. Nunca resolvem isso. Então alguns colocaram fogo”, contou Erenilda.

Maria Edna afirmou que o local deve ser limpo e asfaltado para acabar com o lixão (Foto: Marcelo Victor)Maria Edna afirmou que o local deve ser limpo e asfaltado para acabar com o lixão (Foto: Marcelo Victor)
O lixão esconde vários focos de dengue (Foto: Marcelo Victor)O lixão esconde vários focos de dengue (Foto: Marcelo Victor)
Há mais de 5 meses não há limpeza na avenida (Foto: Google Maps)Há mais de 5 meses não há limpeza na avenida (Foto: Google Maps)

O técnico em piscinas Tony Cavalcante relatou que o bairro está esquecido pela prefeitura. “Sempre prometeram no passado, mas não fizeram nada. Estamos bem esquecidos”, comentou. Ele afirmou que muitas pessoas estão mudando para o bairro, mas a infraestrutura não progrediu.

Por conta do lixo, o local acaba ficando intransitável para algumas pessoas, principalmente no período de chuva. “Meus filhos não conseguem ir para a escola, pois não dá para passar por aqui. Não tem condições, eles ficam perdendo aula”, disse a cozinheira Lucineide Maria da Silva, 35. Neste período, os focos de dengue também aumentam.

Os moradores enumeraram soluções para o lixão no Santa Emília. “Eu acho que deveriam primeiro limpar e depois asfaltar o local, assim ia conter o lixo”, analisou a dona de casa Maria Edna de Oliveira, 54. “Tem que fiscalizar o local”, completou o técnico em piscina.



O Povo de lá não tem vergonha em por a culpa na Prefeitura que não limpa passo varias vezes por la e vejo num dia eles limpa, no outro os próprios moradores estão jogando lixo, e muitas vezes são coisas que eles poderiam pegar um saco de lixo e por para os lixeiros levar, ai eles se fazem de coitados e põe culpa nos outros sendo que os culpados são eles mesmos não defendo ninguém, mais tem coisas de não da para engoli não.
 
Haissa Gonzalez em 11/04/2014 07:19:13
Se a população começar a atear fogo nos terrenos baldios que a prefeitura não multa o proprietario nem limpa o terreno, a cidade enfrentará dias dificeis, por onde voce anda voce nota terrenos e mais terrenos completamente no abandono, com mato alto que é perigoso para as pessoas que passam a pé de noite na frente dos terrenos, com focos intermináveis de dengue e com ratazanas, baratas, enfim todo tipo de bicho que não queremos em nossas casas, prefeito, parabens pelo que está fazendo até agora, mas não podemos nos esquecer dos proprietarios de terrenos baldios e dos terrenos baldios da propria prefeitura ou do estado.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 08/04/2014 12:47:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions