ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Prefeitura vai construir 220 casas para reassentar famílias do Mandela

Área para construção das moradias já foi definida e recurso será votado hoje, pela Câmara dos Vereadores

Por Ana Paula Chuva e Caroline Maldonado | 19/08/2021 11:27
Barracos de madeira na Favela do Mandela, que serão retirados do local. (Foto: Kísie Ainoã)
Barracos de madeira na Favela do Mandela, que serão retirados do local. (Foto: Kísie Ainoã)

Para reassentar as famílias da Favela do Mandela, comunidade no prolongamento da Avenida Norte Sul, a Prefeitura de Campo Grande vai construir 220 moradias, com investimento previsto de R$ 14 milhões. A aprovação do recurso será votada nesta quinta-feira (19).

O valor faz parte do pedido de empréstimo de R$ 95 milhões para obras e reformas de diversos prédios públicos e outros projetos, feito pela Prefeitura de Campo Grande para a Câmara dos vereadores.

Desse valor, está prevista a destinação de R$ 16 milhões para a Amhasf, sendo a maior parte para a construção das moradias populares. No entanto, o projeto ainda não foi divulgado.

O anúncio de reassentamento das famílias foi feito na segunda-feira (16), pela Prefeitura. No local, será feita a obra de prolongamento da Avenida Norte Sul até o Bairro Nova Lima, com início na Rua Pintassilgo, no Morada Verde, até a Avenida Marques de Herval.

A aprovação do R$ 14 milhões para as moradias está na pauta para votação em regime de urgência da Câmara dos Vereadores hoje. Os outros R$ 2 milhões serão usados para aquisição de software da agência.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário