A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

25/08/2018 09:30

Quatro dias depois, homem é preso por atacar mãe com bebê e levar carro

Felipe ficará detido em uma das celas da Depac, até que a escolta o leve para o presídio

Danielle Valentim
Felipe foi preso pelo Batalhão de Choque no Aero Rancho na madrugada deste sábado. (Foto: Marina Pacheco)Felipe foi preso pelo Batalhão de Choque no Aero Rancho na madrugada deste sábado. (Foto: Marina Pacheco)

Foi preso por volta das 5h deste sábado (25), no Bairro Aero Rancho, o suspeito de levar o Hyundai HB20 de uma mulher, de 37 anos, que estava com o filho de 7 meses, quando chegava em casa no bairro Rita Vieira, em Campo Grande, na terça-feira (21). Identificado como Felipe Paiva, de 20 anos, o jovem afirma que recebeu ordens do Presídio de Segurança Máxima.

A Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) já tinha pedido a prisão do envolvido e equipe do Batalhão de Choque da Polícia Militar cumpriu o mandado nesta madrugada.

Aos militares, Felipe afirmou que a ordem partiu de um detento, identificado como Dyonathan Coutinho da Silva, de 23 anos, conhecido como “Jhony”. Segundo o suspeito, a vítima foi seguida desde a avenida Manoel da Costa Lima até o bairro Rita Vieira.

Felipe afirma que recebeu ordens da prisão. (Foto: Marina Pacheco)Felipe afirma que recebeu ordens da prisão. (Foto: Marina Pacheco)

O carro foi localizado horas depois na casa de uma mulher, na Rua Ouro Preto, no Bairro São Conrado. Objetos pessoais da vítima, como bolsa, um aparelho celular, cartão de banco e documentos, também foram levados e recuperados.

Prisões - Débora Cristina dos Santos, de 39 anos, estava no imóvel no momento em que uma equipe do Batalhão de Choque da PM chegou ao local. Os militares chegaram até a residência após rastrearem o celular da vítima.

Presa em flagrante por receptação, a mulher contou que um homem havia deixado o carro em sua casa, a pedido do seu namorado, Dyonathan Coutinho da Silva, 23 anos, conhecido como Jhony, que está preso no Presídio de Segurança Máxima. 

Ainda nesta semana, um motorista do aplicativo Uber, que teria levado Felipe até o local do crime se apresentou na delegacia. Débora passou por audiência de custódia, na quinta-feira (23), e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. 

Segundo o delegado Christian Duarte Mollinedo, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, Felipe ficará detido em uma das celas da unidade, até que a escolta o leve para o presídio.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions