A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

02/05/2014 19:03

Reajustes dos servidores deve elevar folha da prefeitura em R$ 11 milhões

Josemil Arruda
André Scaff disse que acréscimo da folha chega a cerca de R$ 11 milhões (Foto: arquivo)André Scaff disse que acréscimo da folha chega a cerca de R$ 11 milhões (Foto: arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande estima que o fechamento das negociações salariais com os servidores municipais tenha representado um acréscimo de cerca de R$ 11 milhões, o que significa um crescimento de 12,71%. Com isso a folha de pagamento dos servidores municipais de Campo Grande deve passar de R$ 86,5 milhões para R$ 97,5 milhões.

“Ainda estamos fazendo os cálculos, mas o acréscimo na folha foi de cerca de R$ 11 milhões”, informou o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, André Scaff, após a reunião com o presidente do Sindicato dos Servidores municipais (Sisem), Marcos Tabosa, que resultou num reajuste linear de 7% para os servidores de nível superior (13 a 16) da Prefeitura de Campo Grande.

Indagado sobre a forma como a Prefeitura vai fazer para conseguir os recursos necessários para pagar essa conta, que projetada para oito meses a partir de maio representa um gasto de quase R$ 100 milhões, inclusive o acréscimo de R$ 11 milhões no décimo-terceiro salário, Scaff respondeu: “As ações estão sendo iniciadas de imediato. Na área de arrecadação, na agilização de processos na Samadur e Sedesc”.

Especificamente na área de arrecadação de débitos tributários, o secretário apontou que a Prefeitura de Campo Grande vai otimizar as ações “com sua própria estrutura” para aumentar o recebimento de valores atrasados. “Vamos convidar o contribuinte a regularizar sua situação”, explicou.

Os reajuste concedidos aos servidores municipais foram variáveis, com a maior parcela, de 18,33% cabendo aos 5.500 professores da Reme. Nove mil servidores, classificados nas categorias 1 a 13, que englobam os funcionários com ensino fundamental e médio tiveram 8% de reajuste. A entrega de cartão alimentação vai beneficiar 5 mil servidores, distribuídos entre administrativos da Educação, agentes comunitário de saúde, guardas municipais e técnicos e auxiliares de enfermagem. Já a redução da carga horária atingirá os administrativos e agentes comunitários. Hoje foi fechado 7% de reajuste para os servidores com curso superior.

 

Ministra defende reajuste do Bolsa Família e diz que terá impacto de R$ 1,7 bi
O reajuste de 10% no valor dos benefícios do Bolsa Família terá impacto fiscal de R$ 1,7 bilhão em 2014 e R$ 2,7 bilhões em 2015. O aumento, anunciad...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions