A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/05/2014 17:06

Prefeitura dará reajuste de 7% para funcionário com nível superior

Josemil Arruda
Tabosa ficou reunido hoje por três horas com Gilmar Olarte e sua equipe (Foto: Marcelo Victor)Tabosa ficou reunido hoje por três horas com Gilmar Olarte e sua equipe (Foto: Marcelo Victor)

Após três horas de reunião, o Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande (Sisem) fechou a negociação salarial com o prefeito Gilmar Olarte, conquistando 7% de reajuste salarial linear para o pessoal de nível superior. “Conquistamos 7% linear, que vale também todas para todas as vantagens, inclusive produtividade, menos para agente comunitário, que é 10%”, informou o presidente do Sisem, Marcos Tabosa.

Com o acordo de 7%, houve um avanço de meio ponto percentual, já que a prefeitura estava oferecendo reajuste de 6,5%, ou seja apenas a reposição de perda inflacionária.

Outra vantagem para os servidores de nível superior, conforme Tabosa, é o reajuste 18% sobre valor do abono, que era de R$ 637,00 e que agora sobe para R$ 751,66.

Tabosa também apontou o fim do indexador da referência 14 como grande conquista. “É um grande avanço termos tirado esse indexador 14, que era usada como base de cálculo para todas as vantagens e travava a negociação salarial, já que não se podia avançar muito”, afirmou o sindicalista. Segundo ele, a partir de agora o indexador vai ser IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Ampliado).

Indagado se saiu satisfeito da reunião, Marcos Tabosa respondeu: “Foi muito dura a negociação. Satisfeito a gente nunca vai estar, sempre vamos procurar o melhor, mas foi o máximo que conseguimos para este ano”.

Participaram da reunião, Tabosa, o prefeito Gilmar Olarte, o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, André Scaff, o adjunto Ivan Jorge e o secretário de Administração, Waltemir Britto.

Professores e demais categorias - A mais dura negociação do prefeito Gilmar Olarte foi com os professores, classe que obteve o maior reajustem, 18,33%. Agora, professor da Rede Municipal de Ensino (Reme) passa a ter salário de R$ 1.564, representando 92,2% do piso nacional, de R$ 1.697 para jornada de até 40 horas semanais. O acordo beneficiou 5.500 professores da Capital.

Já o acordo para nove mil servidores, classificados nas categorias 1 a 13, que englobam os funcionários com ensino fundamental e médio assegurou 8% de reajuste, entrega de cartão alimentação para cinco mil servidores, distribuídos entre administrativos da Educação, agentes comunitário de saúde, guardas municipais e técnicos e auxiliares de enfermagem e redução da carga horária para os administrativos e agentes comunitários.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions