ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Respeito do campo-grandense ao toque de recolher aumentou em agosto

Cento e quinze pessoas que estavam nas ruas da cidade na noite de terça-feira foram obrigadas a retornarem para casa

Por Guilherme Correia | 02/09/2020 14:48
Equipes da Guarda Civil Metropolitana durante vistoria (Foto: Divulgação)
Equipes da Guarda Civil Metropolitana durante vistoria (Foto: Divulgação)

Números da Guarda Municipal apontam que o campo-grandense respeitou mais o horário estipulado para ficar nas ruas durante agosto. O índice registrado no mês foi menor que em julho (confira o gráfico).

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Na terça-feira (1º) o horário estipulado subiu para 23h. A "hora a mais" para a população ficar nas ruas não impediu que 115 pessoas fossem flagradas nas ruas durante noite de ontem (1º) - os indivíduos foram orientados a voltarem para casa.

Ao todo, 62 estabelecimentos fossem flagrados pelas equipes de fiscalização durante o toque de recolher, que vai das 23h às 5h do dia seguinte.

A GCM (Guarda Civil Metropolitana), que encaminhou boletim com os dados da "operação toque de recolher", orientou 21 estabelecimentos comerciais a praticarem as medidas de biossegurança em detrimento do novo coronavírus.

Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) chegou a 10 estabelecimentos e não notificou nenhum desses. Vigilância Sanitária e Agetran (Agência Municipal de Trânsito) orientaram 31 estabelecimentos, atendendo quatro reclamações prévias da população. Também sem interdições reportadas.

Apenas 18 pessoas realizaram ligações no telefone 153, da Central da GCM, para denunciar quem "furava quarentena".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário