A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/06/2011 20:15

Santa Casa aposta na organização para melhorar atendimento

Ana Paula Carvalho e Fabiano Arruda

Plano de Ação deve começar a funcionar na próxima semana e falta de recurso não será prioridade

Para secretária de Saúde do Estado, falta de recurso na Santa Casa não é prioridade. (Foto: Marcelo Victor)Para secretária de Saúde do Estado, falta de recurso na Santa Casa não é prioridade. (Foto: Marcelo Victor)

Nesta quarta-feira (22), a nova Junta de Intervenção da Associação Beneficente de Campo Grande, apresentou o Plano de Ação da Santa Casa aos Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho. O plano prevê medidas de curto, médio e longo prazo que devem reorganizar o funcionamento do maior hospital do Estado.

Segundo o procurador do Ministério Público Federal, Felipe Fritz, a secretária de Saúde do Estado, Beatriz Dobashi é quem vai chefiar todas as ações programadas para acontecer em até no máximo um ano. Para ele, a junta formulou esse plano, porque estava sem saída, já que os ministérios estavam fazendo cobranças.

Entre as medidas está o controle de permanência nos leitos, que segundo o procurador, não existia. Esse controle vai diminuir o tempo que o paciente fica internado no hospital e vai diminuir os recursos que são gastos sem necessidade.

Outra medida prevista é a reativação da sala amarela da emergência que deve desafogar os corredores. A sala é onde os pacientes ficam em repouso enquanto aguardam vagas.

Assim que essa sala estiver pronta, os 32 enfermeiros contratados recentemente começarão a trabalhar realizando os primeiros atendimentos e dando suporte aos médicos. Também haverá reclassificação de risco dentro do pronto socorro, para ter controle sobre o estado de saúde dos pacientes. Além disso, o plano aposta na finalização da unidade coronariana para aumentar a quantidade de leitos disponíveis.

Segundo a secretária Beatriz Dobashi, a falta de recursos da Santa Casa, continua sendo um problema, mas ele não será tratado como prioridade.

Primeiro, a junta fará o plano de estruturação funcionar. Eles apostam em gestão para acabar com a crise do Hospital. “Nós trabalhamos com escassez de recursos em todos os setores, com a Santa Casa não é diferente, mas não será nossa prioridade”, afirmou.

Dobashi se comprometeu em dar transparência a tudo que for feito durante o plano e, ele estará disponível para acompanhamento dos ministérios. Segundo Felipe Fritz, essa transparência é uma coisa inédita e eles estão “bem esperançosos”.

Para que as mudanças comecem a ser sentidas na semana que vem, segundo a secretária e o integrante da Junta, Antônio Lastória, não haverá feriado nem férias.

“Agora é imprescindível a santa casa funcionar com esse plano de ação e com os recursos que eles têm”, afirmou o procurador Felipe Fritz. Ainda de acordo com ele, o plano será disponibilizado à população.

O plano de metas foi elaborado com base em relatórios feitos por auditorias realizadas em 2004 e 2005 e pela consultoria SPBN que passou a prestar serviço para o hospital, após ganhar uma licitação. O contrato vai até agosto deste ano e, não há previsão de ser prorrogado.

Publicada nomeação da nova junta e do 3º nome para gerir a Santa Casa
Nesta quarta (22) deve ser apresentado o plano operativo do hospital até 2013.O Diário Oficial do Estado desta terça-feira (21) traz a nomeação dos ...
Governador avisa que não vai assinar TAC da Santa Casa com MPT
O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que sempre foi contrário a intervenção na Santa Casa de Campo Grande e que não irá assinar nenhuma TAC. ...
Santa Casa vai apresentar plano de trabalho ao MPE na próxima 4ª feira
Com a mudança na administração da Santa Casa de Campo Grande, a atualização do plano de trabalho do hospital será apresentada na próxima quarta-feira...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions