A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/01/2016 16:34

Saúde confirma mortes de criança e adolescente por dengue na Capital

Alan Diógenes
Karolina Rodrigues recebeu hidratação e foi liberada, mas piorou e precisou ser internada no HR, onde morreu. (Foto: Reprodução/Facebook)Karolina Rodrigues recebeu hidratação e foi liberada, mas piorou e precisou ser internada no HR, onde morreu. (Foto: Reprodução/Facebook)

Boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta quinta-feira (21) confirma que uma criança de 8 anos e uma adolescente morreram por causa da dengue, em Campo Grande. A menina morreu no dia 12 deste mês na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida ao dar entrada com dengue clássica e depois sofrer uma parada cardíaca. A segunda vítima, Karolina Ribeiro Soares Rodrigues, 16 anos, morreu um dia depois no Hospital Regional Rosa Pedrossian.

De princípio, a suspeita era de que a menina tinha morrido devido as complicações de uma cardiopatia congênita, ou seja, anormalidade na estrutura do coração. O corpo foi encaminhado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), onde foram feitos exames. A secretaria apurou a causa da morte e que constou que foi realmente dengue.

Já Karolina reclamava de fortes dores abdominais pouco antes de dar entrada no CRS do Coophavila. O quadro de saúde agravou, ela foi transferida para o Hospital Regional, e lá acabou morrendo por volta de 13, daquela dia.

O levantamento feito entre o dia 10 e 16 deste mês também revelou que em Mato Grosso do Sul foram registrados 4.698 casos suspeitos de dengue. Destes, 2.078, na Capital, com maior número de notificações da doença.

Em todo o Estado foram registrados 17 óbitos no ano passado por causa da doença. Em Campo Grande foram três, em Corumbá 3, Coxim 1, Dourados 1, Douradina 1, Juti 1, Itaporã 1, Paranhos 1, Sonora 1, Três Lagoas 1, Maracaju 1 e Miranda 1.

Apesar dos números, os levantamentos feitos em seis anos revelaram que o número de notificações caíram no Estado. Em 2010, foram 82.597; em 2011 foram 15.506; 2012 foram 16.506; 2013, foram 102.026; 2014, foram 9.256; 2015 foram 46. 070 e neste ano até agora 4.698

Chikungunya – O último boletim epidemiológico da febre chikungunya foram 175 casos notificados em 2015 em todo o Estado, deste 67 em Campo Grande, sem óbitos. Neste ano somente Dourados e Corumbá tiveram notificações da doença até momento. São 2 casos em Corumbá e um em Dourados, mas nenhum caso confirmado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions