A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/12/2013 12:55

Servidores de Douradina deram golpe de R$ 200 mil aos cofres públicos, diz Gaeco

Graziela Rezende

Os servidores da Prefeitura de Douradina, a 196 quilômetros da Capital, presos sob a acusação de improbidade administrativa, causaram um prejuízo de ao menos R$ 200 mil aos cofres públicos, de acordo com o promotor Marcos Alex Vera, um dos responsáveis pela investigação.

Ao todo, sete pessoas foram investigadas durante três meses. “Este valor de R$ 200 mil é algo preliminarmente apurado e não se descarta a possibilidade destes servidores estarem envolvidos nesta prática há mais tempo, contabilizando um valor ainda maior”, afirma o promotor.

Com o mandado de prisão expedido contra os servidores, a Polícia foi ao local no dia 20 de novembro e “vasculhou” a prefeitura do município, recolhendo contratos e licitações. Empresários de uma farmácia e dois lava-rápidos também foram investigados, além de uma casa e a secretaria de saúde de Douradina.

Eles respondem atualmente por oito crimes: peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha, concussão, prevaricação, ameaça e fraude à licitação.

A operação “Pactum Sceleris”, que significa pacto do crime, ainda apreendeu munições e quatro armas, incluindo uma espingarda. Os presos responderão por oito crimes: peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha, concussão, prevaricação, ameaça e fraude à licitação.

Prefeito de Douradina exonera secretário após operação policial no município
Seis dias após operação policial para investigar a improbidade administrativa por parte de alguns servidores, na prefeitura de Douradina, a 196 quilô...
Polícia já prendeu 9 pessoas e recolheu 4 armas durante operação em Douradina
A Polícia já cumpriu os nove mandados de prisão preventiva e temporária, na manhã desta quarta-feira (20), durante operação policial em Douradina, Do...
Servidores presos em operação na cidade de Douradina responderão por 8 crimes
Os servidores presos durante a operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), em Douradina, a 196 quilômetros da Capit...
Gaeco "vasculha" prefeitura de Douradina e prende 9 pessoas, entre secretários
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (20), uma operação para cumprir nove mand...


gostaria de saber quando o GAECO ou o MPF MPE etc. vao chegar a Corguinho???
o que acontecia ali na gestão do sr. Teophilo Massi era uma pouca vergonha. todos sabiam dos imensos desvios e superfaturamento de obras, os funcionários nem receberam seu salario de Dezembro/2012, coube ao sr. Dalton o fazer aos pouco neste ano. Vamos esperar que as falcatruas ali realizadas sejam descobertas. neh?
 
Ramon Freitas em 17/12/2013 17:05:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions