ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SÁBADO  27    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Servidores de Douradina deram golpe de R$ 200 mil aos cofres públicos, diz Gaeco

Por Graziela Rezende | 17/12/2013 12:55

Os servidores da Prefeitura de Douradina, a 196 quilômetros da Capital, presos sob a acusação de improbidade administrativa, causaram um prejuízo de ao menos R$ 200 mil aos cofres públicos, de acordo com o promotor Marcos Alex Vera, um dos responsáveis pela investigação.

Ao todo, sete pessoas foram investigadas durante três meses. “Este valor de R$ 200 mil é algo preliminarmente apurado e não se descarta a possibilidade destes servidores estarem envolvidos nesta prática há mais tempo, contabilizando um valor ainda maior”, afirma o promotor.

Com o mandado de prisão expedido contra os servidores, a Polícia foi ao local no dia 20 de novembro e “vasculhou” a prefeitura do município, recolhendo contratos e licitações. Empresários de uma farmácia e dois lava-rápidos também foram investigados, além de uma casa e a secretaria de saúde de Douradina.

Eles respondem atualmente por oito crimes: peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha, concussão, prevaricação, ameaça e fraude à licitação.

A operação “Pactum Sceleris”, que significa pacto do crime, ainda apreendeu munições e quatro armas, incluindo uma espingarda. Os presos responderão por oito crimes: peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha, concussão, prevaricação, ameaça e fraude à licitação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário