A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/04/2012 09:10

Supermercado é assaltado pela 5ª vez em um ano em Campo Grande

Paula Maciulevicius

De forma rápida e violenta, a comerciante narra que a ação deve ter durado dois minutos, mas um tempo eterno para as vítimas

Na manhã de hoje o mercado abriu as portas normalmente. É o ganha pão de uma família que precisa trabalhar. (Foto: Pedro Peralta) Na manhã de hoje o mercado abriu as portas normalmente. É o ganha pão de uma família que precisa trabalhar. (Foto: Pedro Peralta)

“É rotina. Não temos segurança nenhuma para trabalhar”. O desabafo é da comerciante de 50 anos, dona de um supermercado no bairro Vida Nova I, em Campo Grande. As palavras saem e ainda deixam transparecer o nervosismo na voz. Em um ano, este foi o quinto assalto sofrido.

A rotina é a mesma de muitos outros comércios que foram vítimas de assalto na onda de crimes que assombrou os mercadinhos de bairro em 2011. Eles chegam de motocicleta, descem já armados e não tiram o capacete em momento nenhum. Arma que intimida ainda mais as vítimas e as impede de reconhecer os autores.

O nervoso pelo qual a comerciante passou e ainda lida com a lembrança na manhã deste domingo, enquanto atende os clientes, começou às 21h de ontem.

“Eles abordaram meu esposo na calçada ainda, a gente estava ajeitando para fechar. Eles deviam estar só aguardando para render. Daí um rendeu ele e o outro entrou e já me abordou”, conta.

Segundo a dona do mercado, os dois estavam armados e muito nervosos. “Ele só falava para dentro, para dentro, para dentro, R$ 1 mil, me passa o dinheiro, R$ 1 mil reais”, lembra.

De forma rápida e violenta, a comerciante narra que a ação deve ter durado dois minutos, mas um tempo eterno para as vítimas. “Na verdade não dá para pensar em nada”, desabafa.

Do caixa eles levaram em média R$ 150 reais. O atrevimento dos bandidos mostra a falta de segurança no bairro. De acordo com as vítimas, eles pararam a motocicleta em frente do mercado. No momento do assalto, estava o marido, a dona, o filho e um funcionário.

A experiência que ninguém quer adquirir – de ser vítima de quatro assaltos – faz com que a dona pense se realmente vale a pena abrir as portas novamente. “É uma exposição muito grande, expõe a nossa família. O último assalto foi em pleno dia 24 de dezembro, a tarde. Ele só entrou, mostrou a arma para o meu funcionário e limpou o caixa”, diz.

Sem câmeras de circuito interno, nem vigias, a dona avalia se também valeria o investimento. “Na verdade eu não sei nem bem o que dizer, a marginalidade prevalece. Já fui assaltada 3h da tarde, em pleno mercado cheio de clientes. A outra vez foi 6h30 da manhã, a hora que íamos abrir. Não é o horário que facilita a ação deles, a marginalidade está demais, é uma falta de respeito com o trabalho dos outros”, finaliza.

Na manhã de hoje o mercado abriu as portas normalmente. É o ganha pão de uma família que precisa trabalhar. “Você não quer esperar por isso nunca, mas acaba virando rotina”.



Isso é uma pouca vergonha para o nosso brasil.Coitados dos comerciante que pagam os impostos todos os meses,e não tem segurança na hora que precisa.Liga para o 190 pra chamar a policia,falam que a viatura já tá acaminho.Depois de algumas horas e que chega a viatura,aí vc pergunta pra eles porque tanta demora,eles falam que estamos sem viatura,porque quebrou,Cade os impostos que pagamos td dia
 
nilton mizu em 02/04/2012 12:30:08
Muitas pessoas só ficam cobrando resultados da polícia e nada faz pra ajudar. Tenho certeza absoluta que alguem sabe quem fez esse roubo e é tão convarde que nem liga "anonimamente" pra dizer isso pelo 190, mas criticar é facil, é bem mais comodo, alias não aconteceu com você, não é mesmo.
 
Andre Matias em 02/04/2012 11:28:00
Quando houver Pena de Morte no Brasil, a vida vai melhorar!! Quando a Hipocrisia dos políticos for extinta e a punição exemplar for uma realidade, A vida vai melhorar!! Mas do jeito que as coisas andam, como acreditar? No Congresso Nacional toda semana tem uma nova notícia de escândalo! Que vergonha p/ nosso Brasil!!! Que sofrimento p/ nosso povo!!
 
ademir gomes em 02/04/2012 10:04:54
É O POLÍTICO PARA O QUAL OS EMPRESÁRIOS , FUNCIONÁRIOS E PESSOAS PARA QUAIS PEDIRAM VOTOS, QUE DEVEM UNIR SE NOVAMENTE, E PROCURAR O POLÍTICO PARA OS QUAIS VOTARAM, ACIONEM O MESMO, POIS ELE É O SEU ADVOGADO, SEGURANÇA, PAI, JUIZ, DEFENSOR, ORIENTADOR E DEFENSOR DO SEUS SOSSEGO, PROCUREM NO URGENTEMENTE, E FALEM PARA ELE QUE NÃO VÃO MAIS VOTAR NELE, AÍ A COISA MELHORA, CASO CONTRÁRIO, NÃO.
 
PEDRO BRAGA em 02/04/2012 08:41:08
Precisamos de LEIS mais duras,e que parem de favorecer os marginais.A policia faz o seu serviço que não é facil,prende o meliante a justiça sempre esbarrando nas brechas que o nossas LEIS tem vai la e solta.Vamos prender e fazer o marginal trabalhar para pagar pelo menos a comida que infeslimente sai dos nossos bolsos cidadãos de bem,que vivemos sufocados pela impunidade!!!!!!!!
 
Andreson Tinoco em 01/04/2012 09:57:23
Isso só acontece, porque a justiça no país permite. Se adotassem "telerância ZERO" para a marginalidade em geral, isso iria diminuir muito.
 
Marcelo Max em 01/04/2012 09:36:32
Sei bem o que é isso!!! Trabalhamos honestamente para simplesmente em minutos um marginal chega e leva o seu dinheiro e ainda deixa marcas para sempre. E pior ainda que o governo tem capacidade de dizer que os indíces de criminalidade teve melhoras!!!
 
Milene Lima em 01/04/2012 07:41:13
Isso e uma vergonha, na região que vai da mascarenha de morais ao columbia só tem uma viatura para atender as ocorrências, se ela estiver na delegacia, vai ser uma festa para os bandidos, mais pm e viaturas já.
 
amanda keity em 01/04/2012 06:16:00
O dia que o CIOPS disponibilizar os atendimentos e der publicidade ao número verdadeiro (REAL) de viaturas que são colocadas para atender a população de Campo Grande será fácil entender porque os índices de criminalidade somente baixam na propaganda do Governo.
 
Paulo Magalhães em 01/04/2012 04:28:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions