ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 19º

Capital

UFMS avalia cobrar por atendimento em Clínica Escola

Proposta é debatida por conselho interno e pode impactar na prestação de serviços à comunidade

Por Tainá Jara | 26/03/2021 14:41
Vacinação contra influenza foi realizada na Clínica Escola Integrada, na UFMS, em Campo Grande (Foto: Divulgação-UFMS)
Vacinação contra influenza foi realizada na Clínica Escola Integrada, na UFMS, em Campo Grande (Foto: Divulgação-UFMS)

Conselho de docentes da Inisa (Instituto Integrado de Saúde) avalia, nesta sexta-feira, proposta de cobrar pelos atendimentos prestados pela CEI (Clínica Escola Integrada), gerida pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. Os serviços oferecidos têm caráter pedagógico e visa a formação de futuros profissionais.

Tabela de preços com o custo dos serviços oferecidos até então foi elaborada e será debatida pelos professores. Conforme os conselheiros, em reuniões anteriores falou-se da possibilidade de se cobrar pelos serviços prestados nas áreas de Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição.

Os responsáveis pelo projeto, no entanto, negam que a finalidade seja a comunidade arcar financeiramente com o serviço, mas reconhecem a existência de um projeto piloto. O levantamento de preço seria necessário para apresentar proposta de contratualização para manutenção dos atendimentos.

Entre as possibilidades estudadas está a de parceria com o HU (Hospital Universitário) e o Município. A parceria é debatida desde o início deste ano. No entanto, os conselheiros questionam a não utilização da própria tabela SUS (Sistema Único de Saúde) como referencial de preços.

A Clínica Escola é uma unidade prestadora de serviços em saúde. Foi inaugurada no dia 13 de setembro de 2013 e iniciou suas atividades em 2014. Tem por finalidade ações de ensino, pesquisa para melhor formação acadêmica dos estudantes de graduação e pós-graduação, lato e stricto sensu, da UFMS, prioritariamente dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição.

Os principais objetivos da CEI são: promover a articulação com a comunidade visando à ampliação da rede de acesso à saúde; manter e ampliar o intercâmbio acadêmico, técnico e cientifico com instituições congêneres afins, nacionais e internacionais e, colaborar com o sistema de saúde local e regional, sob as premissas da interdisciplinaridade e transdisciplinaridade, organicidade das ações, na forma de Linhas de Cuidado e por Ciclos de Vida. São eles: 1º ciclo: Perinatalogia; 2º Ciclo: Criança e Adolescente; 3º Ciclo: Adulto Jovem/Adulto e 4º Ciclo: Pessoa Idosa.

Em nota, a UFMS respondeu que para realização das atividades e atendimentos do Inisa é fundamental a parceria com o SUS, que já está em andamento, e também o uso de taxas sociais para alguns atendimentos.

 (Matéria alterada às 16h15 para acréscimos de informações)



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário