A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/04/2015 13:00

Ele já não estava bem e de repente surtou, diz namorada de lutador

Michel Faustino
Namorada de Rafael acredita que uso de medicamento para emagrecer pode ter provocado surto e potencializado agressividade. (Foto: Reprodução/Facebook)Namorada de Rafael acredita que uso de medicamento para emagrecer pode ter provocado surto e potencializado agressividade. (Foto: Reprodução/Facebook)

A namorada do lutador de jiu-jitsu Rafael Martinelli Queiroz, 27 anos, Carla Maiara Medeiros Dias, 24, declarou, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que o atleta já não estava bem e teve um surto “inexplicável” . Rafael foi preso após espancar Paulo Cézar de Oliveira, 49, até a morte no hotel da Avenida Afonso Pena, no Bairro Amambaí. O crime ocorreu no sábado (18).

A namorada do lutador revelou que Rafael estava fazendo uso de medicamentos para emagrecer que aliados com suplementos para o aumento do desempenho físico podem ter potencializado a sua agressividade, resultando em um “ataque de fúria”.

Carla nega qualquer relação do surto com uma suposta briga entre o casal. Inclusive, Rafael chegou a dizer a polícia que teria “perdido o controle” após descobrir que o filho que a namorada está esperando não era dele, o que é negado com veemência por ela.

“Ele não me agrediu nem vez nada, ele tentou, mas eu consegui fugir. Foi um surto mesmo sem explicação. Ele nunca teve um ataque de ciumes. O filho que estou esperando é dele. Estávamos felizes, tínhamos planejado a viagem para Campo Grande há dois meses atrás. Temos toda uma história, faz dois anos que namoramos e estava tudo bem. Eu não sei o que aconteceu e esse surto fez ele imaginar tudo isso, achar que o filho não era dele e ficar agressivo”, disse.

Caso- Rafael veio a Campo Grande para participar de um evento de lutas realizado no Círculo Militar. Ele não competiu na noite de sábado, como era previsto, e foi para o hotel Vale Verde, na avenida Afonso Pena, por volta das 20h.

O lutador foi até o quarto 221, onde estava hospedado com a namorada de 24 anos, quando teve início uma discussão envolvendo traição. Ele bateu na mulher que, amedrontada, fugiu pelos corredores e pediu socorro na recepção.
Ao sair enfurecido do quarto , Rafael destruiu tudo o que encontrou pela frente, até se deparar com Paulo que havia acabado de abrir a porta de seu apartamento, o 216, para ver o que estava acontecendo.

A vítima foi espancada até a morte. Rafael tem quase dois metros de altura, pesa 140 kg e é lutador profissional. Já Paulo pesava cerca de 70 quilos e 1,68 metro de altura.

Rafael vai responder por homicídio qualificado (por motivo fútil e por dificultar a defesa da vítima), lesão corporal dolosa no âmbito da violência doméstica (por ter atacado a namorada), por dano qualificado (destruição do hotel) e resistência (pois na primeira abordagem tentou evitar sua prisão).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions