A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

14/07/2010 08:23

Homem diz que teria matado amigo por pressão do PCC

Redação

A PM prendeu ontem à noite o suspeito da morte de Wagner Ramos de Souza, 37, assassinado com dois tiros no bairro Serra Azul. O homem, identificado como Paulo César de Araújo, 25, foi preso em casa, no jardim Corcovado. O motivo do assassinato teria sido a venda de uma moto Twister que pertencia a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e que a vítima ainda não teria pago.

Wagner foi assassinado as 19h20 de ontem, quando estava em seu carro se preparando para sair da conveniência de sua propriedade. Ele estava acompanhando da esposa, Daihane Costa da Silva, 24, e iria jantar na casa dos sogros.

O suspeito teria se aproximado e disparado contra o veículo. A mulher se abaixou e conseguiu fugir sem ferimentos. Daihane disse que ouviu mais dois disparos enquanto estava escondida.

A motivação do crime teria sido uma dívida de R$ 1 mil reais. A vítima teria comprado uma moto Twister, ano 2006, de Paulo por R$ 2.500 reais. O valor de mercado desta moto é de R$ 7 mil a R$ 8 mil, a "pechincha" seria por conta de documentos atrasados.

A esposa disse aos policiais que o marido já vinha recebendo ameaças de Paulo. Ela o reconheceu durante os disparos, já que ele era amigo de Wagner há algum tempo.

Ao ser preso, Paulo disse que Wagner ainda devia R$ 1,5 mil. A esposa da vítima disse à Polícia que a moto seria do PCC e que também era ameaçada.

Ele foi preso em seguida ao crime e nega a autoria dos disparos. De acordo com a Polícia, Paulo não tem antecedentes criminais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions