A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/08/2015 10:22

Institutos falham, chuva não chega e previsão frustra até meteorologistas

Flávia Lima
Sem a tão aguardada chuva, as altas temperaturas e o clima seco continuam prejudicando a população. (Foto:Fernando Antunes)Sem a tão aguardada chuva, as altas temperaturas e o clima seco continuam prejudicando a população. (Foto:Fernando Antunes)

A tão anunciada chuva da semana passada acabou não chegando a Mato Grosso do Sul, desapontando os que apostavam no acerto da previsão dos principais institutos de meteorologia do país. Os institutos erraram nas previsões e a Capital completa 37 dias sem chuva nesta segunda-feira. No interior, algumas cidades estão há quase 50 dias sofrendo com a estiagem.

Até mesmo os meteorologistas sentiram-se frustrados com a previsão, que não se cumpriu, conforme destaca a meteorologista Cátia Braga, do Cemtec (Centro de Meteorologia do Cima, Tempo e Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul).

Ela explica que existe um sistema de alta pressão pairando sobre o sul do Rio Grande do Sul, que forma uma muralha, impedindo a passagem de frentes frias mais fortes para o restante do país. “Para que a chuva ocorra, esse sistema precisa se afastar do continente, mas como ele é instável, fica difícil prever”, afirma.

Foi o que ocorreu semana passada. A chuva foi anunciada pelo Inmet (Instituto Nacional Meteorologia), Climatempo e Cemtec. Os mapas meteorológicos realmente previam as chuvas, mas o sistema que forma essa barreira acabou voltando para o continente, elevando as temperaturas e impedindo a passagem da frente.

De fato, houve uma frente fria que conseguiu furar esse bloqueio, porém, como ela conseguiu apenas derrubar as temperaturas, que ficaram mais amenas na noite de sexta-feira e sábado.

No entanto, Cátia dá uma segunda esperança aos sul-mato-grossenses, já que existe uma grande instabilidade se formando na região sul do Estado, próximo a Amambai, Paranhos, Dourados e Ponta Porã e pode chover até a noite desta segunda-feira (24).

Mas a previsão mais correta, de acordo com a meteorologista, é que a chuva venha mesmo após o feriado de quarta-feira (26), já que os mapas acusam um segundo sistema de alta pressão mais estável. “Essa configuração aparece desde a semana passada, por isso é possível prever chuva na quinta-feira”, diz a meteorologista.

Contudo, a precipitação não deve ser intensa, não passando de 15 milímetros na maior parte do Estado. Apenas na região sul pode chegar a 20 milímetros. Até lá, a máxima ficam em torno de 34ºC e 35ºC e a mínima entre 21ºC e 22ºC.

Com a chuva, o calor abranda e os termômetros registram máxima de 30ºC e mínima de 17ºC na sexta-feira (28)
Acostumada com as críticas e brincadeiras quando a previsão “falha”, Cátia ressalta que procura levar os comentários na “esportiva” e lembra que os fenômenos climatológicos estão em constante mudança e por isso é necessário acompanhar os mapas 24 horas para ter uma previsão mais precisa.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


Quando não sabe, o médico diz que é virose. O meteorologista diz que é o sistema de alta pressão.
 
Ganso em 24/08/2015 11:20:29
Previsão do tempo para amanhã:

"Pode chover ou fazer sol"
 
Luciano Bandeira em 24/08/2015 10:44:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions