ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Após padre cobrar Reinaldo, vereadores fazem coro por retomada de hospital

Construção foi paralisada em janeiro; governador defende discussão sobre local e espera verba federal para retomada

Helio de Freitas, de Dourados | 16/06/2015 16:24
Área onde Hospital Regional começou a ser construído em novembro; obra está parada desde janeiro (Foto: Eliel Oliveira)
Área onde Hospital Regional começou a ser construído em novembro; obra está parada desde janeiro (Foto: Eliel Oliveira)

Vereadores de Dourados, a 233 km de Campo Grande, iniciaram uma campanha para convencer o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) a retomar a obra do Hospital Regional da cidade. Iniciada em novembro do ano passado na margem da BR-463, saída para Ponta Porã, a construção foi paralisada em janeiro.

Reinaldo afirma que seu antecessor, André Puccinelli (PMDB), além de não deixar dinheiro em caixa para a obra, ainda cancelou o empenho da verba necessária para o início da construção. O governador afirmou em maio durante visita a Dourados que vai construir o hospital, mas depende da liberação de recursos federais. Ele também defende uma ampla discussão com a sociedade local, para saber se o hospital deve mesmo ser construído no local onde foi iniciado.

Na sessão de ontem à noite, vários vereadores ocuparam a tribuna para cobrar a retomada da obra. A maioria quer a construção no terreno doado ao Estado pelo empresário Adão Parizotto. Entretanto, o vereador Dirceu Longhi (PT) defende uma discussão sobre o local e afirmou que o valor já gasto pelo Estado – em torno de R$ 500 mil – se torna irrisório diante do tamanho e da importância da obra.

Para Dirceu Longhi, o assunto precisa “voltar à pauta” e ser amplamente discutido com a sociedade antes de qualquer decisão por parte do Executivo estadual. “O Estado precisa passar uma posição mais firme sobre qual será o encaminhamento do projeto do Hospital Regional. A saúde pública de Dourados vive uma situação delicada e essa estrutura é fundamental para amenizar o problema de falta de vagas para internação e de leitos de UTI. O que importa realmente é a construção urgente deste hospital”.

Até o padre – Ao participar sábado à noite da missa de reinauguração da catedral da cidade, o governador Reinaldo Azambuja foi cobrado pelo padre Crispim Guimarães, que pediu a retomada da obra do Hospital Regional diante de centenas de fiéis que lotavam a principal igreja da cidade.

Pároco da catedral, Crispim Guimarães lembrou ao governador que a população de Dourados e da região “precisa muito” do hospital. O sermão do padre foi lembrado pelos vereadores na sessão de ontem à noite.

De acordo com o jornal Diário MS, após a missa o governador conversou com prefeito Murilo Zauith (PSB) sobre a obra e teria perguntado se o local onde começou a construção era o ideal. Murilo teria respondido que o mais importante é construir o hospital.

A assessoria de imprensa do governo do Estado foi procurada nesta terça-feira para informar se existe alguma previsão de retomada da obra, mas até às 16h o e-mail encaminhado de manhã não tinha sido respondido.

Nos siga no Google Notícias