ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Caminhão cai em ribanceira e douradense morre na Serra de Maracaju

Trecho da BR-060 é marcado por tragédias envolvendo veículos de carga

Por Geisy Garnes e Helio de Freitas, de Dourados | 25/09/2020 16:37
Caminhão desceu a ribanceira; outros motoristas recolheram alimentos espalhados no local (Foto: Direto das Ruas)
Caminhão desceu a ribanceira; outros motoristas recolheram alimentos espalhados no local (Foto: Direto das Ruas)

O trecho da BR-060 na Serra de Maracaju, já conhecido como “cemitério de caminhões”, foi palco de outra tragédia na madrugada desta sexta-feira (25) no município de Nioaque. Caminhão Volkswagen conduzido pelo motorista douradense Adriano Favero, de 38 anos, caiu na ribanceira, na altura do km 515. Adriano morreu no local.

O acidente ocorreu em uma curva, a 24 km do perímetro urbano de Nioaque. O caminhão transportava pelo menos 14 mil quilos de cestas básicas e seguia de Dourados para Anastácio, onde a carga seria deixada.

Nos últimos anos, dezenas de veículos, principalmente caminhões, saíram da pista e caíram na ribanceira nesse trecho da rodovia que liga Campo Grande a Bela Vista.

O caminhoneiro Adriano Favero (Foto: Reprodução/Facebook)
O caminhoneiro Adriano Favero (Foto: Reprodução/Facebook)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou o acidente e informou que o caminhão com placa de Dourados caiu na ribanceira em uma curva. Arremessado da cabine, o condutor morreu no local. Policiais civis de Nioaque também estiveram no local para registrar a ocorrência sobre a morte.

De acordo com a PRF, a carga de cestas básicas ficou espalhada em volta do caminhão. Durante a manhã, algumas pessoas recolheram itens do local. Um carro da funerária Pax Primavera se deslocou de Dourados até Nioaque para trazer o corpo de Adriano. Ele morava na Vila Toscana.

Em rede social, a irmã de Adriano lamentou a morte do caminhoneiro. “Jesus daí me força. Viver isso tudo de novo. Eu te amo meu irmão. Por que isso foi acontecer, meu irmão? Você não merecia”, postou Luana Favero, que é de Dourados, mas reside atualmente em Manaus (AM).

Outro motorista douradense que seguia atrás em outro caminhão, também transportando cesta básica, disse ao Campo Grande News que o caminhão de Adriano sumiu na curva. “Estávamos indo juntos, era meu amigo. Acho que perdeu o freio. Quando vi o acontecido fui pedir socorro”, contou ele.

Caminhão caiu em uma curva da BR-060, na Serra de Maracaju (Foto: Direto das Ruas)
Caminhão caiu em uma curva da BR-060, na Serra de Maracaju (Foto: Direto das Ruas)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário