ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Com covid em alta, hospital que atende 33 cidades suspende cirurgias

Medida tomada pelo Hospital da Vida, de Dourados, foi anunciada nesta quinta pela prefeitura

Por Helio de Freitas, de Dourados | 20/01/2022 10:18
Hospital da Vida é referência em atendimento de covid a moradores de 33 cidades. (Foto: Divulgação)
Hospital da Vida é referência em atendimento de covid a moradores de 33 cidades. (Foto: Divulgação)

As cirurgias eletivas (sem urgência) estão suspensas por tempo indeterminado no Hospital da Vida, em Dourados, a 233 km de Campo Grande. A medida, anunciada nesta quinta-feira (20) pela prefeitura, ocorre no momento de alta dos casos positivos de covid-19 e de internações em decorrência da doença na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

Em comunicado, a Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) – responsável pela administração do hospital e da Unidade de Pronto Atendimento – informou que a medida foi necessária por conta do alto número de contaminação por covid-19 entres os funcionários do HVida. Pelo menos 30 colaboradores estão afastados.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, são consideradas cirurgias eletivas os procedimentos que podem ser programados. Cirurgias de emergência continuam sendo feitas. Os pacientes já internados também serão atendidos.

“A decisão foi tomada em comum acordo com a direção técnica médica e direção clínica, sendo medida de urgência para segurança dos pacientes assistidos na unidade”, explicou o diretor da Funsaud, Jairo José de Lima.

Em alta – Seguindo a tendência verificada na maior parte do País, os casos positivos de covid-19 aumentaram consideravelmente neste ano. Nos primeiros 20 dias de 2022, foram pelo menos mil pessoas infectadas pelo vírus em Dourados.

Os casos ativos (infectados que podem transmitir o vírus) saltaram de menos de 70 para quase 740. No final de dezembro, eram menos de nove pessoas internadas na cidade. Ontem, 19 pacientes estavam hospitalizados, sendo 8 em enfermaria e 11 em leitos de UTI.

A covid-19 já matou 696 douradenses. Outros 437 moradores de cidades da região que estavam internados em hospitais de Dourados também morrem em quase dois anos de pandemia.

Nos siga no Google Notícias