A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

14/02/2019 11:39

Empresário baleado a mando da mulher tinha mala de dinheiro em casa

Polícia também localizou três cofres que só podem ser abertos com a impressão digital do empresário; José Barreto foi autuado por porte ilegal de arma e terá de explicar origem do dinheiro

Helio de Freitas, de Dourados
Mala com quase meio milhão de reais encontrados na casa do empresário baleado ontem em Dourados (Foto: Adilson Domingos)Mala com quase meio milhão de reais encontrados na casa do empresário baleado ontem em Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Além dos R$ 63 mil encontrados na caminhonete S10 prata do empresário alvo de atentado a tiros na tarde de ontem (13), a polícia localizou quase meio milhão de reais em espécie na casa dele em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

O dinheiro, em notas de R$ 100 e de R$ 50, foi colocado em uma mala de viagem e apreendido pela polícia. O volume de notas impressionou quem estava na delegacia.

José Pereira Barreto, 38, é dono da empresa viagem e turismo Euro Tur, localizada na Rua Onofre Pereira de Matos, na área central de Dourados.

A empresa transporta passageiros para São Paulo e Goiânia (GO), principalmente comerciantes que vão até essas cidades para comprar roupa e revender em Dourados.

Barreto foi ferido com três tiros quando seguia na caminhonete, no cruzamento das ruas Mato Grosso e Cuiabá. Os atiradores estavam em duas motos. Eles e outras cinco pessoas, entre elas a mulher do empresário, Valdirene Fiorentino da Silva, 35, estão presos por envolvimento no crime.

Cofres – Durante a investigação que levou à prisão da mulher, dos pistoleiros e dos agenciadores, a polícia descobriu que além do dinheiro apreendido, José Barreto mantém três cofres na casa, localizada na Rua Araguaia, no Jardim Santo André.

Os cofres possuem sistema de leitura de biometria e só podem ser abertos com as impressões digitais do empresário. Assim que sair do hospital, ele será levado ao local pela polícia para abrir os cofres e terá de provar a origem do dinheiro.

Mesmo internado no Hospital do Coração, onde se recupera dos tiros que acertaram seu ombro e o peito esquerdo, José Pereira Barreto foi autuado em flagrante por porte e posse ilegal de arma.

Na caminhonete dele a polícia encontrou uma pistola calibre 380. Na casa havia outra arma, uma pistola calibre 9 milímetros. Às 15h, o delegado Rodolfo Daltro, do SIG (Serviço de Investigações Gerais), concede entrevista coletiva para dar mais detalhes do caso.

Amante e tiros – A tentativa de assassinato de José Barreto faz parte de uma trama envolvendo o caso extraconjugal da mulher dele com um funcionário do empresário, o motorista Pedro Jorge Braga Cancio Junior, 29. Ela e o amante são acusados de planejar a morte de Barreto após o empresário descobrir o caso.

Na madrugada de domingo (10), após descobrir o caso, Barreto teria agredido Valdirene, que fugiu de casa. Ele chegou a registrar um boletim de ocorrência informando o desaparecimento da esposa com quem está casado há 17 anos e tem três filhos, de 16, 12 e 10 anos.

No início da noite de ontem, logo após José Barreto ser ferido a tiros, Valdirene foi até a 1ª Delegacia de Polícia. A presença dela chamou a atenção dos policiais. Interrogada, acabou revelando a verdade e confessou participação no crime.

Além de Valdirene e Pedro Junior, estão presos Leandro Alves Goncalves, 24, David Jonathan dos Santos, 29, João Paulo Alves Cardoso, 26, Paulo Vitor dos Santos, 32, e Charles Barros de Lima Ribeiro, 21.

Paulo Vitor, David e Leandro foram os primeiros contratados pelo casal de amantes, por R$ 20 mil. o trio então subcontratou Chales e João, que receberam outros R$ 20 mil.

João pilotou a moto e Charles disparou os tiros. O revólver calibre 357 usado no atentado foi apreendido, mas ainda polícia ainda não localizou a Honda Twister vermelha.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions