ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Estragos após temporal faz Governo decretar situação de emergência em Corguinho

Documento foi publicado no Diário Oficial do Estado de hoje (4), após estragos causados na cidade

Por Mirian Machado | 04/03/2021 13:21
Produtores rurais improvisam passagem por córrego (Foto: Bruna Oliveira)
Produtores rurais improvisam passagem por córrego (Foto: Bruna Oliveira)

Foi decreta situação de emergência em partes da área urbana e rural de Corguinho, cidade a 88 km de Campo Grande, após as fortes chuvas que atingiram o município no mês passado e causou estragos pelo local. O documento foi publicado na edição extra do Diário Oficial do Estado de hoje (4).

A chuva causou vários danos materiais e ambientais, como  por exemplo, pontes e estradas que ficaram destruídas e prejudicou o escoamento da produção de leite, carnes, produtos da agricultura familiar de comunidades quilombolas, além do turismo.

A situação foi classificada como “critica” pela prefeita da cidade Marcela Ribeiro Lopes. A prefeitura chegou a iniciar reparos emergenciais, porém o apoio do Estado vai ajudar a salvar a cidade.

O reconhecimento de situação de emergência permite que seja dispensada a licitação para contratos de aquisição de bens necessários as atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a recuperação da cidade, desde que sejam concluídas dentro de 180 dias.

Conforme a Cobrade (Classificação e Codificação Brasileira de Desastres) a situação está categorizada como Tempestade Local Conectiva- Chuvas Intensas.

As chuvas intensas foi atípica e ocasionou a formação de uma “supercélula” que registrou 60 milímetros de acumulados e provocou prejuízos que ultrapassaram a capacidade de resposta do município, segundo apontou o laudo meteorológico emitido pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Pelo menos cinco pontes de madeira foram levadas pela água (Foto: Marcos Maluf)
Pelo menos cinco pontes de madeira foram levadas pela água (Foto: Marcos Maluf)

Transtornos - A chuva no município começou na madrugada  do dia 16 de fevereiro e causou grandes estragos na cidade. Moradores das comunidades Boa Sorte e Formiga ficaram ilhados. Pelo menos cinco pontes de madeira que dão acesso a essas comunidades foram levadas pela água. Situação que prejudicou inúmeras famílias que vivem nas áreas rurais. O Rio Aquidauana que corta o município transbordou. Uma criança precisou da ajuda de adultos para atravessar de um ponto a outro e voltar para os braços da mãe. Carros ficaram submersos com o volume de água. Por sorte ninguém ficou ferido.

Cinco dias após o temporal, produtores tiveram que bombear leite para o outro lado do Córrego Carrapato após a ponte ser destruída pela chuva.

Eles improvisaram uma tábua para conseguir superar a falta que a ponte faz no local. "Aqui está feio. A ponte rodou. Consegui falar com a subprefeitura que fica em Taboco e falaram que vinham aqui, mas até agora ninguém apareceu", disse Rodrigo Costa de Rezende.

No dia 17 de fevereiro a prefeitura decretou situação de emergência. Cerca de 100 famílias que vivem na zona rural do município foram prejudicadas com as fortes chuvas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário