A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

07/06/2016 14:32

Exército decide desativar unidade na fronteira e prefeito contesta ação

Priscilla Peres
Sede da 18° Brigada foi construída em meados de 1940. (Foto: Divulgação)Sede da 18° Brigada foi construída em meados de 1940. (Foto: Divulgação)

O Exército Brasileiro decidiu desativar a 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira Ricardo Franco, em Corumbá - distante 419 km de Campo Grande. Porém, o prefeito Paulo Duarte (PDT), contestou a ação dizendo que o órgão é importante para o município e a decisão foi tomada sem conversa prévia.

O Exército também decidiu reduzir o efetivo atual de 200 homens, da 3ª Companhia de Fronteira de Forte Coimbra, pela metade e para que ela seja transformada em pelotão. A 18ª Companhia de Comunicações de Fronteira, sediada em Corumbá e subordinada à 18ª Brigada, também será desativada.

A decisão é do comando do Exército e foi publicada no último dia 23. Para o prefeito Paulo o ato é “unilateral e uma atitude desrespeitosa para com a região, seu povo e sua história”. A unidade é histórica e foi na região na década de 1940.

“Acho um profundo desrespeito com a cidade de Corumbá, uma cidade muito importante para o Brasil, uma cidade que tem uma fronteira fundamental e estratégica para o País. Foi uma comunicação sem nenhuma conversa prévia, sem ouvir a cidade de Corumbá, sem ouvir o que isso significa para a cidade”, disse Duarte.

O prefeito adiantou que iniciou conversas para evitar a desativação da unidade militar, arregimentando apoio político e de autoridades militares e civis, como a bancada federal, os deputados estaduais, vereadores e também o Governo do Estado. Também iniciou tratativas com o Exército, ao qual recentemente doou uma área do município para construção do novo quartel da 18ª Brigada.

“Saímos de uma ampliação, da construção de uma nova sede, para desativação, na contramão de todas as tratativas anteriores que tivemos com o Exército, quando viabilizamos a doação de uma área para a construção da nova sede da unidade em Corumbá”, disse, se dizendo desapontando com a medida do Exército.

Apesar da decisão já ter sido publica, ela não tem data para acontecer.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions