A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2020

21/01/2020 13:00

Fuga em massa coloca até moradores da área rural de Maracaju em alerta

Segundo moradores, internos que fugiram da penitenciária de Pedro Juan Caballero, foram vistos caminhando em estradas da região

Viviane Oliveira
Penitenciária de Pedro Juan Caballero de ontem 74 presidiários escaparam na madrugada do último domingo (19). (Foto: Marcos Maluf) Penitenciária de Pedro Juan Caballero de ontem 74 presidiários escaparam na madrugada do último domingo (19). (Foto: Marcos Maluf)

Moradores da área rural de Maracaju, distante 160 quilômetros de Campo Grande, estão com medo de ataques, roubos e furtos após fuga de 74 presos da Penitenciária de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na madrugada do último domingo (19). Um homem de 32 anos procurou a polícia para registrar tentativa de furto a uma caminhonete, na região da Fazenda Forquilha.

Alimentados por boatos ou não, em grupos de WhatsApp, moradores alertam a vizinhança. “Hein? Fala para o pessoal cuidar se estiver na fazenda, porque aqueles fugitivos de Pedro Juan estão cruzando a Forquilha e estão entrando nas fazendas para roubar carros. Fala para o pessoal cuidar os carros e ficar esperto”, diz um dos áudios.

Outro morador afirma que passou por três fugitivos e, por pouco, não atropelou um deles. “Passei por três. Entraram na frente do carro, quase atropelei um”, disse. Uma mulher pede por oração e afirma que os fugitivos estão na redondeza.

“Eu estou aqui na Forquilha, vocês orem por nós aqui, tá? Essa noite tentaram roubar a caminhonete da vizinha, disparou o alarme. Aí o motorista saiu e viu pessoas andando. Eles estão por aqui, sim. Orem por nós, eu estou um pouquinho tensa”.

Por volta das 14h de ontem (20), um dia após a fuga, um arrendatário da Fazenda Forquilha procurou a Polícia Civil para registrar boletim de ocorrência de tentativa de furto da caminhonete Ford Ranger. Ele relatou que o veículo não foi levado porque o alarme disparou chamando atenção dos cachorros. Ao ir verificar o que estava acontecendo, o motorista viu uma pessoa correndo. Porém, o registro não faz menção de que o suspeito seja fugitivo da penitenciária paraguaia. 

Indagado, o secretário de segurança de Ponta Porã, Marcelino Nunes de Oliveira, disse que na cidade que faz fronteira com Pedro Juan não houve aumento da violência, mas recomenda que a população redobre os cuidados, principalmente com veículos, uma vez que os fugitivos podem tentar furtá-los ou roubá-los para continuar a fuga. "Muitos dos fugitivos brasileiros são oriundos de São Paulo e Paraná", explicou. 

Em linha reta, a cidade paraguaia fica a cerca de 163 quilômetros de Maracaju.

Até esta manhã, cinco prisioneiros já foram recapturados após a fuga de 74 presidiários da penitenciária de Pedro Juan Caballero, na madrugada do último domingo (19). Quatro das prisões foram feitas no Paraguai e uma no Brasil.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions