A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

06/08/2014 08:45

Incêndio que pode ter sido criminoso destrói documentos em imobiliária

Caroline Maldonado
Incêndio destruiu documentos, móveis e are-condicionado (Foto: César Rodrigues/Chapadense News)Incêndio destruiu documentos, móveis e are-condicionado (Foto: César Rodrigues/Chapadense News)

Um incêndio destruiu móveis e documentos em uma imobiliária, nesta madrugada, em Chapadão do Sul, a 321 quilômetros de Campo Grande. Por volta das 2h30, o Corpo de Bombeiros foi acionado para conter o fogo, que pode ter sido provocado estrategicamente para destruir documentos da Imobiliária Casa e Terra, segundo o jornal Chapadense News.

No local, foram encontrados uma marreta com mais de 30 quilos e um recipiente de combustível derretido. Ainda de acordo com o jornal, as chamas destruíram centenas de escrituras, o ar condicionado e material de escritório como mesas e cadeiras além da porta de vidro. A imobiliária fica em num prédio na esquina da avenida Oito com a Dezessete, área central da cidade.

Seis arquivos com documentos de identificação de lotes e suas respectivas localizações foram queimados e na entrada da sala comercial estava um recipiente de álcool derretido, de acordo com o jornal.

Segundo o Chapadense News, os policiais desconfiam que o incêndio tenha sido provocado por um cliente insatisfeito após uma transação de imóveis. A polícia recolheu ainda uma mochila que pode ter sido usada para colocar um ou mais vasilhames com álcool jogados dentro das gavetas.

Uma das gavetas tinha a plaqueta do “Residencial Planalto”. Conforme o jornal, em novembro de 2013 o Ministério Público Estadual de Chapadão do Sul ingressou com uma Ação Civil Pública contra a imobiliária por considerar irregular a corretagem cobrada na aquisição dos lotes do Residencial Esplanada.

A reportagem tentou falar, por telefone, com os proprietários da imobiliária Casa e Terra, mas a secretaria informou que eles residem em Brasília/DF e estão em viagem para Chapadão do Sul, nesta manhã. Segundo a secretaria a imobiliária faz parte de um grupo que tem sede na Capital Federal.

Após boato, homem de 74 anos é morto a tiro em frente de casa
    Jucelino Antônio Pereira, 74 anos, foi morto com um tiro no ombro, no distrito do Alto Santana, em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo G...
Por rixa antiga, adolescentes matam jovem de 18 anos a facadas
Uma briga acabou em morte na noite de ontem em uma lanchonete de Juti, município a 320 quilômetros de Campo Grande. Willian Santiago Perrengue, de 18...
PMA apreende carga ilegal de 46 mil litros de combustível para avião
A PMA (Polícia Militar Ambiental) apreendeu durante bloqueio realizado na BR-262, em Três Lagoas - cidade localizada a 338 km de Campo Grande - uma c...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions