ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Pistoleiros atiraram mais de 100 vezes em atentado que matou filha de governador

Homem morto em atentado era único alvo dos pistoleiros, outras duas mulheres morreram

Por Ana Oshiro e Helio de Freitas | 09/10/2021 10:03
Quatro pessoas foram mortas em atentado e duas ficaram feridas. (Foto: Rádio Império)
Quatro pessoas foram mortas em atentado e duas ficaram feridas. (Foto: Rádio Império)

A polícia do Paraguai recolheu 110 cápsulas de alto calibre no local onde quatro pessoas foram executadas na manhã deste sábado (9), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã. Entres os mortos, está a filha do governador de Amambay (PY).

Haylee tinha 21 anos e foi morta com seis tiros em atentado nesta manhã. (Foto: Redes Sociais)
Haylee tinha 21 anos e foi morta com seis tiros em atentado nesta manhã. (Foto: Redes Sociais)

De acordo com as informações apuradas pelo Campo Grande News, foram encontradas pelo menos 60 cápsulas de calibre 7,62 e 50 de munições calibre 5,56. Osmar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos, era o motorista do carro onde as vítimas estavam e o alvo dos pistoleiros, segundo a Polícia Nacional, que investiga o atentado. Ele foi morto com 31 tiros.

Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos, filha de Ronald Acevedo, atual governador de Amambay (PY), foi assassinada com seis tiros de alto calibre que atingiram o tórax, pulmão e pernas da jovem, de acordo com a procuradora de plantão Sandra Díaz, em entrevista à imprensa paraguaia. Segundo o site Frontera Seca News, Osmar e Haylee eram namorados.

Os corpos foram levados para o necrotério de Amambay (PY) escoltados pela Polícia Nacional. O ataque aconteceu por volta das 6h30, no Bairro de San Antonio. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas, uma delas seria brasileira.

Osmar foi morto com 31 tiros e era o único alvo dos pistoleiros. (Foto: Redes Sociais)
Osmar foi morto com 31 tiros e era o único alvo dos pistoleiros. (Foto: Redes Sociais)


Nos siga no Google Notícias