ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Presidente pede parecer jurídico sobre denúncia de assédio na Câmara

Por Helio de Freitas, de Dourados | 11/06/2015 10:14
Idenor Machado, presidente da Câmara de Dourados, pediu um parecer jurídico sobre denúncia da vereadora Virgínia Magrini (Foto: Divulgação)
Idenor Machado, presidente da Câmara de Dourados, pediu um parecer jurídico sobre denúncia da vereadora Virgínia Magrini (Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Idenor Machado (DEM), solicitou ao departamento jurídico da Casa um parecer sobre a denúncia da vereadora Virgínia Magrini (PP), que acusa o colega Maurício Lemes Soares (PSB) de assédio.

Na sessão de segunda-feira à noite, Lemes teria apalpado as nádegas de Virgínia, quando todos os vereadores estavam perfilados para tirar uma foto durante entrega de homenagens.

Ainda no plenário, ela reclamou ao presidente da Casa e no dia seguinte registrou um boletim de ocorrência contra o colega na Delegacia da Mulher. Maurício Lemes pediu desculpas a Virgínia ainda na segunda-feira e disse que tinha sido uma “brincadeira” e que a intenção era apenas cutucar as costas da vereadora.

Comissão de Ética – Nesta quinta-feira, a assessoria da Câmara informou ao Campo Grande News que o departamento jurídico está tomando as providências solicitadas pela presidência. Após ser concluído, o parecer será encaminhado ao plenário e se for deferido vai para a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, que poderá instaurar um processo contra Maurício Lemes.

Já na Delegacia da Mulher, onde Virgínia denunciou o caso em boletim de ocorrência registrado na terça-feira, será instaurado um inquérito contra o vereador. Maurício Lemes ainda não se manifestou sobre a denúncia.

Nos siga no Google Notícias