A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

15/03/2016 10:40

Professores de Dourados paralisam atividades na quinta-feira, dia 17

Decisão de aderir a apenas um dia da manifestação nacional iniciada hoje foi tomada em assembleia do Simted, no início do mês

Helio de Freitas, de Dourados

Professores da redes estadual e municipal de ensino de Dourados, a 233 km de Campo Grande, trabalham normalmente hoje (15), primeiro dia da paralisação nacional de três dias, convocada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).

De acordo com a assessoria do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação), na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul a adesão à paralisação será de apenas um dia, na quinta-feira (17).

Conforme o Simted, com a decisão de apenas um dia de greve, tomada em assembleia realizada no dia 3 deste mês, os educadores douradenses tentam prejudicar o mínimo possível o calendário escolar. O ato da CNTE é “em defesa da educação pública e contra a retirada de direitos dos trabalhadores” da área.

As principais pautas da mobilização nacional são cumprimento da lei do piso, fim da terceirização do ensino público e contra a entrega das escolas às Organizações Sociais, além de fim do parcelamento de salários e pela reorganização das escolas públicas.

Roni Anderson Barbosa, secretário de comunicação da CUT (Central Única dos Trabalhadores), disse que em Dourados haverá um seminário na manhã de quinta-feira, com início às 8h, no auditório do Simted.

O objetivo é debater a privatização da Petrobras e os reflexos negativos na educação. O debatedor será o doutor em história Damião Duque de Farias, ex-reitor da UFGD. No período da tarde tem ato público em defesa da educação, na Praça Antônio João, às 15h.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions