ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Rapaz que estava na casa onde jogador morreu ajudou a se livrar de corpo em rio

Identificado como Maninho, rapaz disse ter ficado surpreso ao ver cadáver esquartejado

Ana Paula Chuva | 04/07/2023 17:02
Local onde partes do corpo de Hugo foram encontradas no domingo. (Foto: Divulgação | PCMS)
Local onde partes do corpo de Hugo foram encontradas no domingo. (Foto: Divulgação | PCMS)

Rapaz que ajudou Danilo Alves Vieira da Silva, 19 anos, a jogar o corpo de Hugo Vinícius Skulny Pedrosa no rio disse em depoimento que não viu a vítima ser esquartejada. Ouvido como testemunha, ele alegou ainda que combinou de mentir a pedido da ex-namorada do jogador, Rubia Joice de Oliver Luvisetto, 21 anos, mas se arrependeu com medo das consequências.

Identificado como Maninho, o rapaz contou que estava na mesma festa em que todos os envolvidos estavam, em Pindoty, no Paraguai. Em seu relato, ele conta que após seus amigos irem embora, procurou Rubia para pedir carona no dia seguinte para ir até a cidade paraguaia Corpus Christi, onde morava. A jovem teria dito sim.

Por volta das 4h30, eles foram embora do local para a casa de Rubia. A jovem dirigia o veículo com Danilo no banco do carona e ele no banco traseiro. Ao chegaram na residência, a ex-namorada de Hugo foi dormir e ele também, cada um em um quarto. Mas acabou sendo acordado ao ouvir discussão.

Segundo a testemunha, Hugo e Danilo aparentavam estar discutindo e, em seguida, ele ouviu o barulho de um tiro. Ao sair para ver o que estava acontecendo, encontrou o jogador caído no chão, ainda respirando, e então perguntou a Rubia e ao rapaz o que eles haviam feito.

Neste momento, a garota teria dito que ele não devia falar com ninguém e só fazer o que Danilo mandasse. O corpo de Hugo estava caído na porta da casa e Rubia voltou para dentro, aparentando estar bastante nervosa.

Hugo foi morto a tiros e depois teve corpo jogado em rio (Foto: Reprodução | Redes Sociais)
Hugo foi morto a tiros e depois teve corpo jogado em rio (Foto: Reprodução | Redes Sociais)

De acordo com Maninho, Hugo ainda respirava quando Danilo decidiu colocá-lo no carro de Rubia e levar para o rio. Ele afirma que foi ameaçado pelo autor que estava armado e o ajudou a pegar a vítima pelas pernas e colocar no veículo da jovem.

Os dois seguiram até a propriedade que seria do pai de Danilo e lá, o autor deu mais dois tiros na testa de Hugo. Em seguida, jogaram o corpo inteiro no rio. Maninho afirma que viu o cadáver da vítima desaparecer nas águas e que ele não estava esquartejado. Logo depois, o carro foi lavado e voltaram para a casa de Rubia.

Maninho conta que ao chegaram na residência, o padrasto de Rubia estava lá e a jovem mais calma. A garota então levou Danilo embora e depois voltou para a residência. Os três foram depois para Corpus Christi, onde fica a casa da mãe da garota, e lá a mulher lavou suas roupas.

Já no Paraguai, Rubia teria dito: “Se Danilo for contra nós, seremos nós contra ele”. O rapaz foi para sua casa, na mesma cidade, e afirma que Rubia passou a sexta e o sábado mandando mensagens para ele e apagando. Ele então mostrou à polícia onde o corpo foi jogado e se surpreendeu ao vê-lo em pedaços.

Equipes das Polícias Civil e Militar e da Perícia durante buscas pelo jogador. (Foto: Divulgação | PCMS)
Equipes das Polícias Civil e Militar e da Perícia durante buscas pelo jogador. (Foto: Divulgação | PCMS)


Nos siga no Google Notícias