A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/07/2016 13:53

Residencial entregue por ministro não tem água e prefeitura culpa Sanesul

Moradores que estão se mudando para as casas reclamam que empresa de saneamento só vai começar a fornecer água em outubro

Helio de Freitas, de Dourados
Moradora pega água em torneira porque casas estão desabastecidas (Foto: Direto das Ruas)Moradora pega água em torneira porque casas estão desabastecidas (Foto: Direto das Ruas)
Casas foram entregues pelo ministro das Cidades no dia 20 (Foto: Divulgação)Casas foram entregues pelo ministro das Cidades no dia 20 (Foto: Divulgação)

O residencial Kamel Saad, entregue no dia 20 deste mês pelo ministro das Cidades Bruno Araújo e pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, está sem água. O Campo Grande News apurou que o sistema de abastecimento teria sido ativado apenas para a entrega das residências, mas depois foi desligado.

Moradores do novo bairro de 1.015 unidades – construídas em parceria entre município, estado e o governo federal através do programa “Minha Casa, Minha Vida” – procuraram a Sanesul e teriam recebido a informação que o abastecimento só será ativado em outubro.

Água de poço – Algumas famílias começaram a se mudar para as casas no fim de semana, mas ficaram surpresas quando perceberam que as torneiras estão secas. Para lavar as casas, os novos moradores estão pegando água em torneiras improvisadas na parte externa e que foram usadas durante a construção das casas.

No antigo canteiro de obras existe um poço, perfurado pela construtora. Segundo pessoas que foram ao residencial, algumas casas em que a Sanesul ainda não instalou o hidrômetro ainda recebem água desse poço. Nas demais onde o equipamento já foi instalado o fornecimento de água do poço foi cortado pela Sanesul.

O secretário de Governo de Ponta Porã, Sandro Salinas, informou que a responsabilidade pelo fornecimento de água é da Sanesul. Segundo ele, o pedido para o abastecimento do novo residencial foi feito pelo município em outubro do ano passado.

“Agora à tarde vou novamente à regional da Sanesul e protocolar um documento pedindo informações sobre a falta de água no bairro para poder repassar às famílias”, afirmou Salinas.

A assessoria de comunicação da Sanesul foi procurada para falar sobre o caso, mas até o momento não respondeu ao e-mail enviado pela reportagem.

Novo conjunto habitacional também terá obras de melhorias
O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), anuncia obras de melhorias no Conjunto Habitacional Kamel Saad, em Ponta Porã, como par...
Polícia carioca pede extradição de traficante preso no Paraguai
A extradição do traficante Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, preso na cidade de Encarnación, no Paraguai, perto da fronteira com Mat...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions