ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Suspeito de executar professor e jovem em ginásio é capturado

Prisão de suposto atirador foi confirmada pelo prefeito de Sonora, Enelto Ramos da Silva

Por Gustavo Bonotto | 15/03/2024 20:46
Ginásio onde professor e jovem foram executados foi isolado para perícia. (Foto: Eder Pereira/Idest)
Ginásio onde professor e jovem foram executados foi isolado para perícia. (Foto: Eder Pereira/Idest)

Um dos envolvidos na execução do professor Jair Ferreira Jara e do jovem João Vitor Oliveira de Souza foi capturado ainda na tarde desta sexta-feira (15), informou Enelto Ramos da Silva (PP), prefeito de Sonora. No entanto, a identidade do suposto atirador não foi informada à imprensa a fim de preservar as investigações.

Por telefone, o administrador afirmou que a população do município situado a 362 quilômetros de Campo Grande está aterrorizada. "É um momento muito difícil. Cheguei a pouco de Brasília (DF) e estou no aguardo de mais informações para me pronunciar e acalmar todos os sonorenses", disse Enelto ao Campo Grande News.

Ainda de acordo com o prefeito, equipes da Polícia Civil e Militar reforçaram o patrulhamento na cidade após a morte no Ginásio Poliesportivo Dione Grison Dutra. "[...] Estamos enfrentando o crescimento das facções, aqui e em Chapadão do Sul. A polícia está dando continuidade à investigação, mesmo com a prisão de um dos suspeitos".

A reportagem tentou, por três vezes, entrar em contato com a Delegacia de Polícia Civil de Sonora a fim de apurar a dinâmica dos fatos, a identidade do suspeito e também o número de disparos efetuados. Não houve retorno até o fechamento da matéria, mas diante da factualidade do caso, o espaço continuará aberto para declarações futuras.

Histórico - Segundo testemunhas, Jair e João foram mortos por uma dupla de moto, na tarde de hoje. O garupa, que estava de capacete, foi quem iniciou os disparos. João tentou se proteger dentro do espaço desportivo, mas acabou perseguido pelo atirador. O condutor do veículo esperou do lado de fora.

O professor presenciou a cena, tentou socorrer a vítima, mas foi baleado. Ele tentou correr pelo campo de futebol, mas foi alcançado e também executado pelo atirador, que subiu na motocicleta e fugiu em seguida.

Na cidade, assim que o crime ocorreu, uma suposta mensagem ligada ao Comando Vermelho começou a circular em grupos. No entanto, a polícia não confirma se o bilhete foi deixado na cena do crime. "Comunicado CV: viemos deixar bem claro para vocês que estamos em Sonora e daremos sangue pela nossa luta".

A guerra entre as facções criminosas, PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho), se estende desde o ano passado. No dia 28 de fevereiro deste ano, Juvenal Santos Silva, de 62 anos, foi assassinado no lugar do genro, em um imóvel da Rua Ceará, no Jardim dos Estados, em Sonora.

Dois homens pararam em uma rua paralela, em veículo ainda não identificado. Na sequência, entraram na casa, por volta das 19h30. O alvo estava na cozinha com uma mulher fazendo janta, notou a presença de alguém e conseguiu escapar.

Os criminosos, então, dispararam contra o idoso, que estava sentado em uma cadeira de fio na varanda do imóvel. Juvenal era sogro do verdadeiro alvo e foi atingido por ao menos dois tiros, um deles na cabeça.

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News no WhatsApp e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias